Faça Parte

Quem não vence, não chega ao G4.

(Foto: @SEEL_PA)
Esta noite (18), o Paysandu voltou aos gramados para enfrentar o Macaé. Depois de quatro jogos sem vencer, o Papão teria de vencer um adversário que não vence desde 2012 para voltar ao G4 da competição. Mais uma vez, o Paysandu não se ajudou. Mais uma vez, o clube perdeu a oportunidade de voltar a zona de acesso. E mais uma vez, não venceu. E empatou com um time que jogava com um a menos.


O JOGO
No primeiro tempo foi o Macaé quem começou atacando, aos 3’ Aloísio girou na frente da zaga do PSC e chutou para o gol, quase abrindo o placar no Mangueirão. Aos 9’ o Paysandu teve uma grande chance, Misael deu uma caneta e cruzou, Roni cabeceou livremente e Rafael fez defesa incrível. O clube da casa não conseguia se infiltrar na defesa do Macaé e via por muitas vezes o visitante chegar com facilidade, pelos pés de seu camisa 10. Aos 33’ houve pênalti para o Paysandu e Ramon foi expulso. Na cobrança, Leandro Cearense converteu e abriu o placar. O clube paraense até tentou o segundo, mas o primeiro tempo acabou assim.
(Foto: divulgação)
O Macaé voltou para o segundo tempo com duas substituições, saíram Aloísio e Marquinho para as entradas de Fernando Neto e Anderson Manga, já o Paysandu voltou igual, como quase sempre ocorre. Aos 4’ o clube mandante chegou com chances de marcar o segundo, Misael recebeu um lançamento e tocou para trás, Cearense chutou muito mal para o gol e a bola acabou sobrando, mas Leo não conseguiu chegar. E dois minutos após o lance, Cearense desperdiçou outra chance clara de gol, a defesa do clube carioca afastou mal a bola e ela sobrou livre na área para o centroavante e ele chutou em cima do goleiro. Aos 22’ o Paysandu voltou a levar perigo a zaga adversária, Jhonnatan, mesmo com a opção de chutar para o Misael, resolveu chutar para o gol, Rafael fez grande defesa, na volta Misael quase apareceu sozinho para finalizar, mas a defesa afastou. E aos 41’ o Macaé conseguiu o empate, Fernando Neto chutou cruzado pela esquerda e Emerson não conseguiu alcançar, Gedeil apareceu completamente livre de marcação e chutou para o gol. E quase o Paysandu levou a virada, Anderson Manga chutou colocado, mas Emerson fez grande defesa. O Paysandu ainda teve mais 3 chances, Everaldo cruzou, Leo Melo chutou e Rafael defendeu, no rebote, o goleiro aparece novamente. E numa bola cruzada para área, Fahel finalizou e a bola passou raspando na trave.

Os gols:

Palavra da colunista: Quinta rodada sem vencer, outra chance de voltar ao G4 desperdiçada, empate aos 41 minutos do segundo tempo com um jogador a mais desde o fim do primeiro tempo. Não era pra ser. Cearense conseguiu perder duas chances claras em apenas três minutos e quando ainda vencíamos. "Não há de fazer falta" eu ouvi de um torcedor, é, mas fez. É de se entristecer ver jogadores que não teríam espaço, talvez, jogando campeonatos inferiores, jogando de titular no Paysandu. Leo Melo atrapalhou o clube desde o momento que entrou e Roni, com exceção da cabeçada e de umas e outras jogadas, não fez praticamente nada de bom pelo time. Valdívia voltou de lesão e já se machucou novamente, agora entendi o verdadeiro motivo do apelido. Não tínhamos Pikachu, por ter levado vermelho e Luís Felipe, por ter levado o terceiro amarelo, só restava então Djalma, que muito torcedor queria ver de volta na equipe. Não cruzou bem, não defendeu bem e nem cobrar escanteio bem cobrou. Misael, diferente de boa parte da equipe, se saiu bem, pouco falhou e tentou bastante, mas o cansaço o tirou do gramado mais cedo, fazendo o mesmo dar lugar a Everaldo, que entrou bem, apesar de ter sido improvisado numa posição que não é a sua. Hoje Dado falhou, falhou nas substituições, falhou em achar que o jogo estava ganho, falhou no começo do jogo, quando botou um jogador que havia acabado de voltar de lesão. E hoje acabou não sendo o dia do Paysandu, de novo. 

Próximo jogo: Sexta-feira (23), às 21h00, no Castelão.

  • SAMPAIO CORRÊA

  • X
  • PAYSANDU





FICHA TÉCNICA:
Paysandu: Emerson; Djalma, Thiago Martins, Gualberto e Paulo Otávio; Fahel, Jhonnatan, Roni (Edinho) e Valdívia (Leo); Misael (Everaldo) e Leandro Cearense.
Macaé: Rafael; Igor Julião, Frauches, Ramon e Bruno Santos (Wagner Carioca); Gedeil, Thiago Cardoso, Juninho e Aloísio (Fernando Neto); Marquinho (Anderson Manga) e Anselmo.

Árbitro: Alinor Silva da Paixao (MT)
Assistentes: Paulo Cesar Silva Faria (MT) e Marcelo Grando (MT)
Cartões amarelos: (PSC) Paulo Otávio, Roni, Everaldo
Cartões vermelhos: (MAC) Ramon
Público total: 15.390 

Postar um comentário

0 Comentários