Header Ads

Acabaram as desculpas

(Foto: @ecbahia)
Na noite de ontem, o Paysandu foi à Arena Fonte Nova enfrentar um adversário bastante difícil. Os torcedores tinham consciência da dificuldade de conseguir os três pontos em cima do Bahia e os jogadores não se esforçaram tanto para fazer diferente.

O começo do jogo foi equilibrado, diferente até do que o próprio torcedor bicolor esperava. Mas mais uma vez, o alviazul ficou refém de uma defesa fraca e de um ataque que não conseguia finalizar com êxito. No primeiro tempo, Cajá e Brocador comandavam as tentativas do dono da casa, pelo lado do Paysandu, os nomes eram Alexandro e Rafael Costa. O jogo acabou perdendo o equilíbrio do começo e o tricolor já acumulava o dobro de finalizações do visitante. O Bahia consegiu abrir o placar com Danilo Pires, aos trinta e cinco do segundo tempo, quando Hayner cruzou pela direita e Lucas tentou afastar de cabeça, dando a bola de presente para Danilo mandar a bola de bicicleta para o gol.
(OS GOLS)

No segundo tempo, as duas equipes resolveram fazer alterações, Fabinho Alves e Edigar Junio saíram pelas entradas de Wanderson e Luisinho, respectivamente. E os dois que entraram começaram arriscando, logo aos 2’ Luisinho já chegou no ataque, entretanto, impedido. No minuto seguinte, Wanderson chutou muito mal, após receber um passe na área e isolou a chance do empate. Até que aos dezoito minutos, Emerson derrubou Régis e fez pênalti no jogador, que estava impedido no momento, levou o segundo amarelo e foi expulso. Hernane converteu o pênalti e fez o segundo gol do tricolor baiano. O goleiro Marcão fez duas grandes defesas, mas acabou cometendo o mesmo erro de Emerson, aos quarenta minutos, Luisinho foi derrubado por Marcão dentro da área e o juiz assinalou o pênalti. Na cobrança, Régis converteu e fechou a conta.

Palavra da Colunista: Mais uma vez ficou claro que não existe qualidade nas finalizações do Paysandu, que a defesa não é segura e que precisamos urgentemente de mudanças. Hoje muitos torcedores realmente já esperavam a derrota, enfrentar um time mais organizado e sem problemas para finalizar, não seria fácil. O medo do torcedor se concretizou e o clube voltou com 0 pontos para casa. Emerson levou o terceiro amarelo em 6 jogos, sendo que nenhum deles foi por falta, o jogador já estava suspenso e levou o segundo amarelo na partida, sendo expulso. Agora serão dois jogos sem ele. É começo de campeonato? Sim. Porém, até quando usaremos isso como desculpa? Chegou a hora de reagir, ou no final do campeonato, não restará mais nada além da tristeza de voltar para o lugar que nunca deveríamos ter ido.


Próxima partida: O Paysandu pega o Náutico, nesta terça-feira, dia 7, na sétima rodada da Série B. O jogo ocorrerá às 19h15, na Curuzu.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.