Header Ads

Papão vence a terceira com Dal Pozzo e começa a sonhar

1x0


Nesta noite (21), o Paysandu enfrentou um adversário direto, o Joinville estava apenas uma posição abaixo do clube paraense e poderia ser um adversário difícil, apesar de o time que menos finaliza na competição. O alviazul sofreu, mas conseguiu garantir a vitória na Curuzu.

(Foto: Rodrigo Pinheiro - @RodrigoPinhro)
O mandante realmente não esperou muito para abrir o placar, logo no primeiro minuto, Raphael Luz lançou para Jhonnatan e o volante-artilheiro chutou rasteiro para o gol, fazendo 1x0. Foi um primeiro tempo sem muitas emoções, já que após o gol, o Paysandu passou a sofrer com impedimentos e uma pequena dificuldade de criação. O Joinville não conseguiu se aproveitar disso. E como já era previsto, pouco finalizou.

No segundo tempo, os times não conseguiram demonstrar uma qualidade técnica e nem demonstravam querer mudar o rumo da partida. Numa das melhores oportunidades do Joinville, Gabriel Vasconcelos cruzou e a bola desviou na marcação, quase cobrindo o goleiro Emerson, que conseguiu se esticar para salvar o Papão.

O Paysandu respondeu com Betinho cabeceando, após cruzamento de Rodrigo Andrade, entretanto, Oliveira fez a defesa. Na sobra, Jhonnatan chutou para o gol vazio, mas o lateral Diego apareceu para fazer um milagre. O mandante ainda arriscou, sem êxito. No final da partida, o tricolor catarinense pressionou o Papão, que conseguiu sair ileso.

Salvador (Foto: Rodrigo Pinheiro)
Palavra da colunista: O Paysandu se complicou sem necessidade, podia e tinha como “matar” o jogo. Mas acabou sofrendo até o final, com grandes chances de levar o empate. Por sorte tinha uma defesa que tem se saído bem ao seu lado. E hoje, novamente, este pouco falhou e conseguiu botar na conta mais um jogo sem levar gols, o quarto. Gilvan tem feitos partidas excelentes, é incrível a evolução do zagueirão bicolor. Lombardi teve uma atuação normal, não comprometeu e errou pouco. Emerson salvou e apesar de errar algumas saídas de bola, foi bem. Ratinho, mais uma vez, foi bem. Defendeu bem e atacou bem. Um verdadeiro choque feliz para o torcedor do Papão. Lucas atuou bem, acertou belos cruzamentos.

No meio campo, Capanema desarmou mais que esquadrão anti-bomba. Recife errou, porém de longe foi o que mais irritou. Raphael Luz, em alguns momentos, pensa que jogar bonito e errado, é melhor que um feijão com arroz certo e isso prejudica muito seu desempenho. A cria da base, Rodrigo Andrade, entrou perdido, todavia, conseguiu se encontrar durante a partida e jogou bem. Sobre Hiltinho, a gente até tenta dar uma chance para ele... Às vezes parece que ele quer impressionar a torcida e acaba desperdiçando oportunidades de servir os parceiros. Foi mal demais.

Por último, o setor que tira o sono do torcedor, o ataque. Alexandro mais uma vez sofrendo com impedimentos, arriscando muito pouco e falhando muito. Jogou um tempo inteiro e uma boa parte do segundo, entretanto, fez apenas uma finalização, e errada. Leandro Cearense resolveu ajudar o colega de posição e jogou tão mal quanto, disputaram pelo título de pior da partida. Lutava só por bolas que já estavam impossíveis de se recuperar, só ia em cima do goleiro, quase nunca em cima do zagueiro, assim como Alexandro, finalizou apenas uma vez e, como ele, errado. O atleta ficou meio perdido e passou mais tempo na área do Paysandu do que na área do adversário. Por fim, Betinho, o único atacante que conseguiu finalizar em direção ao gol, lutou pela posse, se saiu bem.

Próximo confronto: Na próxima rodada, o adversário do Paysandu é o Atlético-GO, nada menos que o vice-líder da competição. O jogo será nesta sexta-feira (24), às 19h15, na Curuzu.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.