Header Ads

Paysandu 0x0 Atlético-GO - Empate bom ou ruim?

Essa é a pergunta que todo torcedor bicolor se fez após o jogo de ontem, já que a partida foi em Belém, onde o Paysandu tem a obrigação de conquistar os três pontos, porém, seu adversário era o visitante mais perigoso da Série B. Entretanto, o Papão jogou 52 minutos com um jogador a mais em campo após a expulsão de Gilsinho. Apesar disso, o Atlético tem a melhor defesa do campeonato, com apenas três gols sofridos em 11 jogos. Estes fatores vieram a valorizar o empate e ao mesmo tempo gerar a dúvida de que a vitória poderia vir.

Volante Lucas marcando o gol anulado. (Fonte: Futura Press)
O jogo:

Os mais de oito mil torcedores que foram à Curuzu na sexta-feira (24), mesmo depois de uma forte chuva na cidade, estavam dispostos a apoiar o bicolor a sua quarta vitória seguida e o quinto jogo sem perder desde o início da era Dal Pozzo. O que viram foi um Paysandu iniciando o jogo em cima do Dragão e chegando logo no primeiro minuto com um chute perigo de Rafael Costa. Em seguida, em cobrança de escanteio, Lucas subiu alto e cabeceou a bola, que foi por cima do goleiro Marcio. Em outro escanteio, Rafael Costa cobrou com perigo e o goleiro afastou.

O time goiano claramente esperava em seu campo para sair em contra-ataque com Gilsinho e o perigoso Júnior Viçosa. Aos sete minutos, outra chegada perigosa com Rafael Costa de bicicleta, mas ele mandou para fora. O bicolor paraense continuava pressionando e o dragão nada conseguia fazer, até que aos 12 minutos saiu o gol bicolor quando, após sobra de bola na área, o volante artilheiro empurrou para as redes, porém ele estava impedido e o gol foi anulado. 

Após isso, o time de suíço começou a pressionar menos e ter mais a posse de bola do jogo, tocando e tentando furar a defesa goiana. Assim o jogo se equilibrou mais e o Atlético chegou com perigo pela primeira vez em contra-ataque com Caíque, que tocou para Pedro Bambu lançar Viçosa, mas este furou e desperdiçou a melhor chance do jogo. O bicolor logo respondeu com Leandro Cearense cruzando rasteiro para Rafael Costa, que foi cortado.

A partida ficou aberta a partir daí, os dois time saíram para o jogo e o Atlético chegou novamente com perigo com Magno Cruz, que tocou mal para Caíque e chutou para fora, desperdiçando outra grande chance. Aos 43', Gilsinho, após sofrer falta não marcada, xingou o árbitro e foi expulso de campo, o Dragão ficou com dez jogadores no fim da primeira e toda segunda etapa.

Rafael costa um dos destaques do jogo. (Fonte: Fernando Torre/ ASCOM Paysandu)
No segundo tempo, o jogo começou como a primeira etapa, com o Paysandu pressionando sem sucesso. Com isso, o time começou a manter a posse da bola e tentar jogadas aéreas pelas laterais, e assim chegou com perigo aos 16 minutos pela esquerda com Lucas, que cruzou e Lino quase fez contra. O técnico bicolor colocou Betinho no lugar de Augusto Recife e Raphael Luz no lugar de Fabinho Alves, mandando a equipe para cima.

O Papão chegou com perigo aos 20 minutos com a bola desviando em Leandro Cearense e obrigando Marcos fazer boa defesa. O goleiro do time goiano foi um dos destaques da partida com grandes defesas, uma delas em cobrança de falta de Rafael Costa no canto, quando o goleiro deu o rebote para Leandro Cearense chutar para ele fazer outra grande defesa. O Paysandu continuava pressionando o acuado Dragão, que apenas esperava o fim do jogo se defendendo de toda forma, Foi o que aconteceu, fim de jogo: Paysandu 0x0 Atlético Goianiense.

Paysandu: Emerson; Edson Ratinho, Fernando Lombardi, Gilvan e Lucas; Augusto Recife, Ricardo Capanema, Jhonnatan e Rafael Costa; Fabinho Alves e Leandro Cearense.

Atlético Goianiense: Marcos; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino e Michel; Bruno Barra, Pedro Bambu, Magno Cruz, Caíque e Gilsinho; Júnior Viçosa

Público e renda:
2.834 pagantes
1.624 não pagantes
4.412 sócios
8.870 presentes
Renda: R$ 92.343,00

Eduardo Maya
@edumaya7

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.