Header Ads

Alemanha vence Itália nos pênaltis e se classifica

Na tarde deste sábado em Bordeaux, Alemanha e Itália se enfrentaram disputando uma vaga nas semifinais da Euro. Jogo televisionado para todo o Brasil, e o brasileiro viu novamente Galvão Bueno narrar sete gols alemães. Desta vez, foram um com bola rolando e seis nos pênaltis. A partida acabou empatada por 1 a 1 no tempo regulamentar, e 6 a 5 nas penalidades. 

Foto: DFB Team (twitter)
Alemanha:

Primeiro tempo

A Seleção Alemã nos primeiros minutos foi tentando segurar a bola, mas encontrava mais a frente uma Itália bem arrumada em sua intermediária. Com 4' minutos de jogo, já havia dois escanteios a favor dos azuis, assim, mostrando que a partida seria bem equilibrada, já que muitos achavam uma Itália mais defensiva. 

Neuer brilha na disputa de pênaltis e Alemanha se classifica. Foto: globoesporte.com
Usando mais seu lado direito com Khedira e Kimmich, os alemães conseguiram seu primeiro escanteio aos 8' e assim tentando segurar a bola no ataque para armar jogadas e tentar finalização. E foi assim a continuação do primeiro tempo, alemães controlando o jogo com a bola no ataque, e os italianos esperando a chance de contra-atacar.

Na segunda metade do primeiro tempo, os italianos conseguiram segurar a bola. Os alemães não conseguiam criar um contra-ataque rápido por conta de seus dois atacantes não serem velozes, isso fazia que os passes devessem ser mais precisos através de Kroos, Schweinsteiger e Özil. Sufocada no final do primeiro tempo, os águias foram se segurando e mantendo a defesa sem tomar gol.

Segundo tempo

Nos primeiros minutos da segunda etapa, os alemães foram marcando de forma mais recuada, evitando contra-ataques dos italianos. Segurando a bola quando podia e também deixando o adversário trabalhar a posse da bola, porém os águias passavam mais tempo com ela. Aos 8' em jogada de Mario Gomez, ele deixou a bola para Müller que limpou a jogada e finalizou com perigo ao gol de Buffon, mas acabou sendo desviada para escanteio.

Tentando segurar a bola, mas sendo pressionado pelos homens de frente da Itália aos 20', Neuer deu chutão, defensor italiano erra o corte, Gomez foi acionado e achou Hector sozinho na área que cruzou para Özil marcar o gol alemão, 1 a 0. Mesmo acabando de marcar o gol, um minuto depois os alemães recuperam a bola e a seguram buscando marcar mais um gol. 23' Gomez recebeu lindo passe na área, mas dominou mal. Ele, então, tentou de calcanhar, e Buffon fez linda defesa evitando o segundo gol alemão.

26' Gomez que apareceu nas melhores oportunidades alemães na partida, deu lugar a Julian Draxler. 31' Florenzi cruzou, e Boateng sobiu de braços abertos, pênalti. 32' gol de Bonucci! Neuer tentou esperar e não conseguiu chegar na bola. Após o gol, os alemães não conseguiram segurar a bola da mesma forma que segurou em todo o jogo, sentiu o gol.

Nos quinze minutos finais, os alemães seguraram a bola no ataque e sempre tentando marcar, os italianos quando conseguiam a posse da bola, tentavam contra-atacar e marcar o gol.

Prorrogação

Sem muitas oportunidades claras na primeira etapa, Die Mannschaft como sempre, segurando a posse de bola e tentando atacar nos erros do adversário.

Na segunda etapa, da mesma forma foi se encaminhando o jogo sem oportunidades claras, mas com boa movimentação dos jogadores tentando chegar ao gol, os alemães ficavam apenas na troca de passes na entrada da área. Sem mais, o caminho foi penalidades.

Alemanha: ⚽⚽⚽⚽⚽⚽
(Kroos; Müller; Özil; Draxler; Schweinsteiger; Hummels; Kimmich; Boateng; Hector)

Itália: ⚽⚽⚽⚽⚽
(Insigne; Zaza; Barzagli; Pelle; Bonucci; Giaccherini; Parolo; De Sciglio; Darmian)

Agora os alemães aguardam o vencedor do confronto entre França e Islândia que será decidido amanhã.

Itália: Guerreira, mas azarada

A postura dos italianos na partida para a Alemanha só deveria ser como as outras: bem agradável. Desconsiderando o fato de o primeiro tempo ter sido bem abaixo da média para alemães e italianos, a partida não deixou de ter a sua emoção na etapa final, na prorrogação e principalmente, na disputa de penalidades.

Agradou-me muito a postura da Itália pelo fato de ter levado o gol, e mesmo com dificuldades de atacar e errando muitos passes, não desistiram por nenhum segundo de buscar o gol. A penalidade batida por Bonucci deu aos italianos um pouco de esperança de que poderíamos sair com a classificação e Antonio Conte fez uma estratégia inteligente mantendo as substituições para a prorrogação.

O problema foi quando ele colocou Zaza logo nos minutos finais do tempo extra, apenas para entrar e bater o pênalti nas disputas. Resultado: bateu completamente mal. Não estava atento ao jogo e de sangue frio, nem teve a atenção necessária para fazer o gol. É claro que essa não é a única desculpa. Pellé poderia reviver os tempos de Pelé Brasileiro, sendo decisivo no jogo, porém, bateu ridiculamente mal. Bonucci não repetiu o que fez no tempo normal e também desperdiçou. E Darmian? Bom, é melhor nem comentar.

Buffon mais uma vez, foi o nome principal do jogo. Era ele contra Neuer. Uma disputa onde era difícil saber qual goleiro iria fazer a diferença na partida, mas o ponto principal seria em quem tivesse mais frieza na hora das cobranças. Os alemães souberam aproveitar melhor isso. A Itália se despediu da Eurocopa de uma forma meio amarga, mas de cabeça firme, pois mostrou em quase todos os jogos que camisa forte ganha jogo sim e que com garra, eles ainda podem ir longe.

Parabéns aos italianos pela boa campanha. E que em outra oportunidade, possam brindar a grande nação italiano, cujo os traços romanos ainda estão vivos, com um título e uma grande nostalgia de tempos passados.

Italianos mostram raça, mas perdem nas penalidades. Foto: globoesporte.com
Felipe Calheiros
Wagner Oliveira || @wagneroliveiraf
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.