Header Ads

França massacra empolgante Islândia e está nas semifinais

A França foi a Saint-Denis para enfrentar a Islândia no memorável Stade de France, que foi construído para a disputa da Copa do Mundo de 98, vencida pelos donos da casa. Um jogo importantíssimo para os franceses em um estádio com a mesma proporção. A França entrou em campo com a obrigação de sair vencedora por ser a "dona da festa" e pelo nível de qualidade técnica de seus jogadores quando comparados aos islandeses. Já a Islândia entrou com o simples papel de se manter como zebra e, até mesmo, avançar às semifinais.

Foto: Felipe Barbalho/Globoesporte.com
1º tempo:

A Islândia começou jogando melhor que a França, tendo mais chances de abrir o marcador nos primeiros minutos e estabelecer a zebra no território francês. Mas essa dificuldade imposta pelos islandeses só durou até os 12 minutos da etapa inicial, quando suas falhas defensivas ficaram expostas e os franceses, malandramente, não perderam a oportunidade de percebê-las. A primeira identificada foi a defesa islandesa em linha e foi dela que a França chegou ao seu primeiro gol no jogo.

Matuidi esperou o tempo certo e passou a bola rasteira para Giroud, que ficou sozinho com o goleiro e tocou para o fundo do gol, entre as pernas do arqueiro islandês, para abrir o placar. França 1x0 Islândia. Aos 20 minutos, em cobrança de escanteio, Les Bleus ficaram sem a marcação dos islandeses, que saíram em bloco, e Pogba subiu para ampliar. França 2x0 Islândia.

A Islândia, que só conseguia ameaçar em cobranças de laterais, não conseguiu anular a sobra na meia-lua e Payet acertou um chute no canto aos 42 minutos. A classificação estava encaminhada com o 3x0 no placar. Ainda no primeiro tempo, a França parecia impossível de ser neutralizada e o time chegou ao quarto gol. Após novo posicionamento errado da defesa, Pogba arriscou um lançamento da intermediária defensiva e encontrou Griezmann, que ganhou da marcação e deu um toque por cobertura para deixar 4x0 no marcador.


2º tempo:

A Islândia parecia desesperada para reagir e voltou para a etapa complementar com duas alterações em sua equipe que surtiram algum efeito. Aos 11 minutos, Sigthórsson aproveitou um cruzamento da direita e completou de carrinho. França 4x1 Islândia. Os franceses jogaram o sonho de reação islandesa por água abaixo aos 13 minutos, quando Giroud aproveitou um cruzamento de uma falta frontal à grande área e cabeceou para marcar o quinto. França 5x1 Islândia.

Didier Deschamps aproveitou a classificação assegurada para evitar desfalques e sacou os pendurados Giroud, Koscielny e Payet. A Islândia ainda aproveitou para comemorar pela última vez nessa Eurocopa com Bjarnason, aos 39 minutos, mas já não adiantava muita coisa. França 5x2 Islândia.


Na quinta-feira, a França vai até Marseille (no português, Marselha) para enfrentar a Alemanha, às 16h (horário oficial de Brasília), no Stade de Vélodrome em confronto válido pela semifinal da Eurocopa 2016. Quem ganhar enfrentará o vencedor de Portugal x País de Gales na final, que acontecerá no próximo dia 10, no Stade de France, às 16h.

ISLÂNDIA: acabou o sonho

A grande surpresa dessa Euro foi, sem dúvidas, o time comandado por Lars Lagerback. Com uma proposta de jogo bem definida e uma obediência tática extraordinária, a seleção conseguiu chegar às quartas-de-final da competição com grande mérito. Para o confronto diante da França, Lagerback repetiu a escalação dos outros quatro jogos com: Haldórsson; Saevarsson, R. Sigurdsson, Árnason e Skúlason; Gudmundsson, Gunnarsson, G. Sigurdsson e Bjarnason; Sightórsson e Bodvarsson

Os donos da casas não quiseram nem cogitar uma possível "zebra" islandesa e começaram com tudo diante de uma Islândia bastante diferente dos outros jogos, que não conseguia desenvolver seu jogo ofensivamente, como fez diante dos ingleses, nem encaixar a forte marcação, ponto alto do time. Assim, a França passeou na primeira etapa e conseguiu abrir impressionantes 4x0, com gols de Giroud, Pogba, Payet e Griezmann.


Na segunda etapa, com uma Islândia mais organizada e uma França mais relaxada, os comandados de Lagerback conseguiram até exercer uma pressão ao gol de Lloris. Aos 11 minutos, Sightórsson conseguiu desviar o cruzamento de Sigurdsson e descontou para os islandeses. Já no final da partida, foi Bjarnason quem tocou de cabeça pro fundo da rede no cruzamento de Skúlason. Mas nada que atrapalhasse a festa francesa, que ainda marcou o quinto tento com Giroud. 5x2 no Stade de France e o fim do "sonho de gelo".

O jogo ainda ficou marcado por ser a despedida do técnico Lars Lagerback dos "gramados", que havia anunciado que pararia após a Eurocopa. Quem assume seu lugar é Heimir Hallgrímsson, que já é um co-treinador da seleção. Outro que deve se despedir é Eidur Gudjohnsen, o camisa 22 de 37 anos entrou na etapa complementar e participou de seu segundo jogo na Euro. Agora o foco islandês será a Eliminatória para a Copa do Mundo de 2018. Com a sequência do trabalho de Hallgrímsson, não seria surpresa nenhuma se a Islândia conseguisse uma vaga pro mundial. Estaremos na torcida.

Léo Fernandes || @leo_fernandes_9
Fellipe Soares || @_FellipeS
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.