Header Ads

A escalada continua

Christian Eriksen celebrates his sides second goal
O Tottenham manteve a boa fase com mais uma goleada (Foto: Getty Images)
Nenhum time da Inglaterra vive um momento melhor que o Tottenham. Ao todo, eram cinco vitórias consecutivas – quatro pela Premier League e uma pela FA Cup –, antes do compromisso que abriu a 21ª rodada. A vítima da vez foi o West Brom, no White Hart Lane, em Londres.

Jogando no famigerado esquema com três zagueiros, Maurício Pochettino optou em manter a estratégia que vem dando certo, escalando a equipe no 3-4-1-2 – Lloris; Dier, Alderweireld e Vertonghen; Walker, Wanyama, Dembélé e Rose; Eriksen, Alli e Kane.

Desta forma, os seus comandados demonstraram que estão assimilando cada vez mais a "nova" – ou nem tão nova assim, porém mais frequente – forma de jogar, tendo uma grande atuação coletiva. A consequência disso foi o grande domínio contra uma equipe que vem fazendo um campeonato acima das suas pretensões e costuma ser muito difícil de ser batida – Nós, inclusive, deixamos de ganhar dois pontos com o empate do turno.

A maior variedade tática foi importante e não há dúvidas que esta é a melhor fase do Tottenham na temporada. A ascensão, porém, não viria sem o crescimento individual de Eriksen. Para quem acompanha a minha coluna, notou que eu cheguei a dar umas "cornetadas" no dinamarquês, pois de fato o futebol apresentado no início da temporada não fazia jus à sua capacidade e tudo isso está vindo à tona com as boas atuações recentes.

O primeiro gol do time da casa veio conforme o roteiro: do maestro para o artilheiro, do artilheiro pra rede. Logo aos 9', Eriksen encontrou espaço na defesa adversária, Kane recebeu dentro da área e finalizou no ângulo, dando mais tranquilidade aos mandantes. O placar aberto bem cedo facilitou as coisas e não permitiu aos visitantes tentarem segurar o empate – como havia feito na oportunidade anterior.

Christian Eriksen, shot is deflected by Gareth McAuley to score his teams second goal
O dinamarquês está voando (Foto: Reuters)
Após a assistência para o primeiro gol, Eriksen recebeu na entrada da área, arriscou de fora da área e contou com o desvio em McAuley, fazendo 2 a 0. Infelizmente o gol foi dado como contra do defensor adversário, mas sejamos justos: Os créditos ao maestro precisam ser os mesmos que seriam se o gol fosse concedido a ele. Sem demasia alguma, poderiam ser três, quatro, cinco só no primeiro tempo, mas foram apenas dois – Alli teve o seu gol anulado no que seria mais uma assistência do camisa 23.

A etapa complementar começou diferente. Com a boa vantagem no placar, o Tottenham optou por cadenciar mais o jogo, não manteve o ritmo imposto na primeira metade do jogo e cedeu mais espaços ao West Brom, que passou a ocupar mais o último terço do campo. Porém, a solidez defensiva da equipe londrina é algo que não nos surpreende mais e em momento algum o adversário deu sinais que poderia complicar a vitória que parecia garantida.

Para não dizer que faltou emoção na segunda etapa, alguns lances isolados nos preocuparam: Os dois principais zagueiros da equipe sentiram. Alderweireld voltou de lesão recentemente e a dividida não passou de um susto. Vertonghen, por sua vez, não teve a mesma sorte. O zagueiro belga torceu o tornozelo sozinho e teve que ser substituído por Davies – só que o lateral não alterou o desenho tático atuando como zagueiro pelo lado esquerdo.

Apesar da boa atuação defensiva, ficou a impressão que poderíamos ter matado a partida mais cedo, notada a demora de Poch para fazer mudanças. Claramente, a equipe relaxou em alguns momentos – algo normal pela vantagem conquistada –, demorou a chegar ao terceiro gol e a alteração no setor ofensivo se fez necessária. Talvez com a entrada de Son, Sissoko ou N'koudou poderia dar um novo ímpeto aos Spurs.

Harry Kane scores their fourth goal to complete his hat trick
Harry Kane anotou um hat-trick e chegou à marca de 11 gols na Premier League (Foto: Reuters)
Sem mudanças, o adversário permaneceu "vivo" durante boa parte da etapa complementar, até os 32'. Após algumas boas defesas de Foster, McAuley vacilou, Walker recuperou a bola no campo de ataque e cruzou para Kane, que definitivamente garantiu a vitória com um belo gol. Cinco minutos depois, Alli deu a assistência, o camisa 10 chegou ao hat-trick e fechou o placar, antes de dar lugar à Son já nos acréscimos. 4-0.

Invencibilidade mantida no White Hart Lane, agora seis vitórias consecutivas e a escalada no campeonato continua. Com o resultado, o Tottenham chegou aos 45 pontos, assumiu a vice-liderança provisoriamente – o Liverpool ainda tem um duelo complicado contra o United fora de casa – e segue na caça ao Chelsea, que também venceu na rodada. O próximo jogo será mais uma daqueles cruciais para o campeonato, quando enfrentará o City, no Etihad Stadium, em Manchester.

#COYS

Por: Marcelo Júnior

Twitter: @marcelinjrr / @SiteLF / @LFEuropa

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.