Header Ads

Portugal 2x2 México - A justiça na injustiça

Portugal de Cristiano Ronaldo teve a vitória nas mãos até os 46 do 2º tempo (LUSA)


Portugal e México empataram neste domingo (18), pelo placar de 2 a 2 em Kazan, na Rússia, pela primeira rodada do Grupo A da Copa das Confederações. O placar foi justo dentro do que as equipes se propuseram a fazer, mas para os portugueses soou como injustiça, o gol da igualdade mexicano foi anotado aos 46 do segundo tempo. Decretando a igualdade no marcador.

Os gols da partida foram anotados por Ricardo Quaresma e Cédric pelo lado português e Chicharito e Moreno anotaram o tento pelos mexicanos.

O JOGO

Portugal começou com uma formação composta apenas por campeões europeus, uma espécie de homenagem de Fernando Santos aos jogadores que garantiram a classificação para o toerneio. No entanto, surpreendeu pela ausência crucial de dois jogadores importantíssimos no selecionado portuguêss, André Silva e Bernardo Silva. Pelo lado mexicano, Juan Carlos Osório apostou na posse de bola e jogada pelos flancos com Raúl Jímenez e Carlos Vela.

Nos primeiros 20 minutos a posse de bola era total dos latino americanos que tinham paciência e bons toques de bola para envolver o selecionado português, Portugal só acordou após a segunda metade do 1º tempo quando chegou até a anotar um gol, com Nani, Anulado pela vídeo-arbitragem. Dali em diante Portugal cresceu no jogo, e ensaiou uma pressão com bola na trave e obrigando Ochoa a fazer várias defesas. O gol finalmente saiu, após Cédric lançar para CR7 que avançou livre, e tocou para Quaresma livre, tirar o goleiro da jogada e fazer o 1-0.

Mas o México não ficou muito tempo atrás do marcador, voltou a impor as jogadas pelos flancos, e pouco mais de 5 minutos depois do gol sofrido chegou a igualdade, com Chicharito. Raúl Jiménez cruzou na área, Vela recebeu e ajeitou para o número 14 de cabeça empatar a partida.

No segundo tempo, o mesmo panorama do primeiro. México com posse de bola e paciência, mas dessa vez com bastante efetividade nos remates, estava mais próximo da virada. Fernando Santos demorou a mexer, e quando mexeu, mudou errado. Não promoveu a entrada de Bernardo Silva, no entando, Gelson Martins entrou bem e deu mobilidade para o ataque português, André Silva entrou quase no fim, E em jogada promovida pelos dois, saiu o segundo gol de Portugal, Gelson cruzou rasteiro na área e Cédric fuzilou as redes mexicanas. 2-1.

Mas o México não estava entregue, no último lance da partida em um escanteio cobrado por Giovanni dos Santos, Moreno subiu com facilidade e ganhou na jogada aérea com José Fonte, e fez o empate. 2-2. Placar justo pelo que foi criado pelas equipes, porém injusto pelo tempo de jogo em que o empate se desenhou.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.