Header Ads

El Messi de Alagoas

2 meses e 21 dias sem saber o que é comemorar uma vitória, o grito de gol estava entalado na garganta do torcedor azulino, gritos de euforia e felicidade que se substituíram por  reclamações e xingamentos, perante uma equipe que não conseguia somar bons resultados,nem mesmo em casa, e quis o destino que a 2° vitória do CSA nesse Brasileirão viesse de longe, em um cenário histórico e familiar, quando nem mesmo o melhor dos analistas esportivos poderia prever,que um certo argentino , quebraria com todas as probabilidades e estatísticas da partida.

Imagem: SporTV

O clima não estava nada bom, a sequência de 8 partidas sem vitórias só aumentava a pressão no lado do time do Mutange , na última sexta-feira(16), antes da viajem ao Rio de Janeiro, alguns líderes das torcidas organizadas do clube se reuniram para uma conversa com os jogadores,comissão técnica e diretoria, a qual o próprio técnico Argel Fucks comentou como uma "conversa legal" entre eles, com civilidade e bom diálogo para o bem maior que é o CSA.

A partida em si foi um exemplo de que no futebol o que importa no fim das contas é a Bola na Rede, o time carioca teve domínio absoluto nos números do jogo:
  • (FLU) 65%   posse de bola       35%  (CSA)
  •      ||     31       finalizações           5         ||
  •      ||     11 chances reais de gol   2         ||

O esquema tático do CSA para esse jogo era nítido, deixar o Fluminense jogar ,ter o controle da partida durante os 90'min  e assim  explorar os contra-ataques, dito e feito, a "retranca azulina" conseguiu cumprir com seu papel, Jordi mais uma vez foi um dos destaques da equipe fechando o gol, e das poucas vezes que o time chegou ao ataque o argentino Jonatan Gomez precisou de mais uma chance, uma bola perfeita para um chute com categoria, colocando aos prantos os mais de 21 mil torcedores tricolores e fazendo explodir de alegria a nação Azulina por toda Alagoas.

O MARACA É NOSSO!!(DE NOVO): Em 1983, o CSA vencia o Fluminense no Maracanã por 2x1, Marciano e o Rei Jacozinho foram os nomes daquele confronto, o que chama atenção é que naquela época o CSA após a vitória, quebrava uma sequência de 5 jogos sem vitórias, não muito diferente do que estávamos vendo nesse Brasileirão de 2019.

PRÓXIMO DESAFIO: Mais uma pedreira!De volta a Maceió, o time recebe o Cruzeiro neste domingo(25/08) ,no Rei Pelé ,partida válida pela 16° rodada. Após 8 jogos, o Azulão conquista uma vitória importante, a qual torcemos para que seja O ESTOPIM para a saída do time da zona de rebaixamento, há muito campeonato pelo frente, e o torcedor Marujo estará lá, junto com o CSA.

Vamos à Luta, SAUDAÇÕES AZULINAS!!
Por: Lucas A.Lima - @lucasandre_net

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.