Faça Parte

Tabu foi feito para ser quebrado

Chico comemora o golaço que deu a vitória
ao Atlético-GO sobre o Santos | Foto: Richard Callis
 
Antes do texto começar, você já ouviu o Linhacast, o podcast do Linha de Fundo? Clique aqui e conheça!

Esse jargão do título, bastante utilizado no mundo do futebol, traduz a grande vitória do Atlético-GO sobre o Santos na Vila Belmiro na noite desta 4ª feira (14), pela Série A.

O Dragão nunca havia vencido o Peixe jogando na baixada santista.

E como tabu foi feito para ser quebrado, está aí mais um que caiu por terra.

Na superação, o Rubro-Negro precisou encarar, além do favoritismo dos donos da casa, duas grandes ausências que vinham sendo destaques do time.

Uma foi a do técnico Vagner Mancini, que deixou o clube para treinar o Corinthians.

A outra trata-se do volante Edson, peça fundamental no esquema de jogo atleticano que foi jogar no exterior.

"Futebol é oportunidade. O atleta ter a oportunidade de entrar em campo em uma Série A é confiança e personalidade, e hoje tivemos. Isso demonstra que o grupo é forte, que quem entrar vai dar conta de recado", comentou o técnico Eduardo Souza em entrevista coletiva.

Tudo bem que o Santos também estava com desfalques importantes, como Lucas Veríssimo, Soteldo e Marinho, que vive grande fase, entretanto não se pode tirar o mérito do Dragão.

Parabéns à comissão técnica permanente, que vive o dia-a-dia do clube e merecia esse triunfo.

"Essa vitória não foi só minha, e sim do grupo. Nós juntamos nossas forças, dos meninos que ficaram. Então estamos no caminho certo", comemorou o treinador.

Como conhece o time, Eduardo Souza procurou repetir a formação e estratégia que a equipe estava acostumada.

Durante o 1º tempo, o Atlético mais se defendeu do que atacou. Jean, assim como em outras partidas, foi seguro atrás e fez uma boa defesa.

Já na etapa final, o Dragão criou mais e até poderia ter saído com um placar maior. 

Destaque novamente para Janderson, muito agudo pela direita e responsável pelas principais jogadas, inclusive a do gol, que foi uma pintura.

O autor dela, Chico, também merece a menção honrosa.

Vitória importantíssima que, além de dar moral ao grupo que teve perdas significativas, deixou o Atlético com 21 pontos, quase a metade dos 45, que é a meta da permanência na Série A.

Postar um comentário

0 Comentários