Header Ads

Após falhas e erro da arbitragem, Náutico perde para o Criciúma

O Náutico começou com o pé esquerdo na primeira partida da série B, com o primeiro tempo equilibrado e o segundo atípico. O timbu teve a chance de abrir o placar e ampliar, mas o atacante Rafael Coelho errou na pontaria ainda na primeira etapa, na segunda o tigre foi esperto e com a ajuda da arbitragem fez o gol e saiu com a vitória.

Náutico começa perdendo o campeonato. Foto: Fernando Ribeiro/Folhapress
O primeiro tempo começou com o Náutico apertando a marcação, o técnico alvirrubro havia falado que não iria ser um jogo vistoso e o time iria jogar no tradicional “feijão com arroz”, mas não foi bem isso que vimos logo no início. O timbu trocava passes, já o Criciúma não conseguia ficar com a bola nos pés por muito tempo. O primeiro lance de perigo foi do timbu aos 12’, Caíque Valdivia deu um belo de lançamento pro Rafael Coelho que saiu de frente pro goleiro adversário  e na hora do domínio a bola bateu no joelho e perdeu uma ótima chance de abrir o placar. O time alvirrubro continuou apertando a marcação e aos 19’ o atacante alvirrubro teve chance de abrir o placar, após cobrança de escanteio a bola quicou, ganhou velocidade e o atacante ficou livre para cabecear, mas cabeceou para fora praticamente embaixo do gol. Aos 28’, a zaga deu um chutão, Rafael Coelho ganhou na corrida do zagueiro e saiu de frente para goleiro do tigre, na hora do chute esqueceu como é o fundamento e entregou nas mãos do goleiro. O Criciúma respondeu logo depois, aos 29’ após escanteio, Raphael Silva subiu sozinho e cabeceou firme, mas Júlio César como um gato defendeu lindamente.

O jogo foi realizado no Heriberto Hulse com o gramado preenchido com areia
O segundo tempo começou e o Náutico pareceu não voltar ao campo, logo no início o Tigre chegou com perigo aos 3’ na cobrança de falta, Raphael Silva cabeceou na trave e no rebote Gustavo empurrou para o fundo das redes, mas estava em posição irregular e o impedimento foi marcado. O que o Náutico foi no primeiro tempo, foi a vez do Criciúma ser no segundo, a troca de passes era constante e o timbu praticamente não ficava com a bola. Aos 7’ falta para o time de Santa Catarina, em momento de inteligência bateram rápido e pegou o timbu desprevenido, Roberto cruzou e Gustavo empurrou para o gol em posição irregular, mas o bandeirinha mal posicionado não viu e validou o gol para a irritação dos torcedores alvirrubros. O Náutico parou de criar chances, parou de jogar e só dava Criciúma e quase ampliaram o placar se não fosse Júlio César defendendo no primeiro momento e a zaga alvirrubra no segundo momento embaixo da linha.

Jogadores do tigre comemorando o gol da vitória. Foto: Divulgação/Criciúma EC
Após a derrota, o timbu volta a jogar contra o Vila Nova, na Arena Pernambuco, na terça às 21h30. Com a falta de gols desde o pernambucano, o técnico Alexandre Gallo tem uma baita dor de cabeça para resolver o problema que assombra o timbu.

Escalação:
Criciúma: Luiz; Ezequiel, Rafael Silva, Nathan e Marlon; Barreto, Douglas Moreira, Elvis (Gabriel Leite) e Niltinho; Roberto (Juninho) e Gustavo (Hélio Paraíba). Técnico: Roberto Cavalo
Náutico: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Fabiano Eller e Henrique; Ygor (Rafael Ratão), Rodrigo Souza, Rony, Caíque Valdivia (Jefferson Nem) e Esquerdinha (Renan Oliveira); Rafael Coelho. Técnico: Alexandre Gallo
Árbitro: José Cláudio de Rocha Filho
Assistentes: Herman Brumel Vani e Daniel Paulo Ziolli
“Um dia nasci, alguns dias sofri, muitos dias vibrei, poucos dias chorei, todos os dias te amei, mas em nenhum momento te abandonei”

Marcus Lamenha // @LamenhaMarcus

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.