Header Ads

Braga pressiona, chega até a empatar, mas sai derrotado em Goiânia


O tradicional Bragantino, da pequena cidade de Bragança Paulista, estreou com o pé esquerdo no Campeonato Brasileiro da Série B; jogando fora de casa contra um determinado Vila Nova, o Bragantino perdeu por 3 à 1 no Estádio Serra Dourada em Goiânia. 

No começo da partida, logo aos 5 minutos de jogo, a equipe goiana abriu o marcador com Robston, que após boa troca de passes, chutou colocado na meta de Felipe e assim, saiu cedo o primeiro gol do campeonato.

Na segunda etapa, o técnico Léo Condé, fez boa substituição no ataque: tirou Elder Santana, que sempre é muito criticado pela torcida bragantina, e colocou o artilheiro Thiago Santos, que é sempre muito elogiado e aplaudido pelo público, principalmente por seus números. A substituição fez efeito, e aos 6 minutos da etapa final o empate veio; Zambi cruza para dentro da área, o goleiro Edson se atrapalha no lance e a bola sobra para Thiago Santos que chuta em cima da defesa, a bola acaba sobrando para Eliandro finalizar na pequena área e assim empatar a partida.

Substituição também no Vila Nova, sai Dudu (meio-campo) para entrar Thiago Brito (lateral), outra boa substituição; no lance seguinte da troca, Roger cruza para a área e Thiago Brito aproveita o bom passe para deixar a equipe da casa na frente mais uma vez.

O Bragantino revertia os passes errados da equipe goiana armando bons contra-ataques, porém  não aproveitou as chances criadas e foi castigado: passe errado no meio campo da equipe paulista, Robston rouba a bola e arma a jogada, passa para Frontini, e ao receber finaliza no canto do goleiro Felipe, tornando difícil a vitória bragantina na estreia.

Léo Condé coloca então o maior artilheiro do time, o centroavante Lincom, com 70 gols pela equipe alvinegra em 5 anos, para tirar o jovem meia-atacante Erick. O time melhora ofensiva, mas não consegue trabalhar bem nas jogadas, forçando outra substituição: a entrada do meia-atacante Jobinho para a saída do estreante Eliandro.

No final da partida, aos 44 minutos do segundo tempo, Thiago Santos bate de esquerda, a bola desvia na zaga e quase engana o goleiro Édson, que faz falta no atacante Thiago Santos, pênalti claro não marcado para o Bragantino. Conclusão da partida: Léo Condé não acertou na escalação do time. Thiago Santos, Lincom e Jobinho são peças fundamentais na equipe, e não podem ser deixados na reserva. Erick, Serginho e Elder Santana não estão em boa fase, e não são jogadores preparados para a titularidade na equipe.

Na próxima partida o Bragantino enfrenta a equipe do Luverdense, terça-feira 17 de maio de 2016, às 19h15 em Bragança Paulista, no Estádio Nabi Chedid, para tentar sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro Série B 2016, onde Léo Condé precisará rever seus conceitos, para que o time consiga bons resultados.

Mateus Segur || @SegurMateus
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.