Header Ads

Juiz de Fora não merece o Tupi ou o Tupi não merece Juiz de Fora?

O Tupi precisa do apoio de Juiz de Fora (Foto: Leonardo Costa)
O Tupi Football Club finalmente fez a sua tão sonhada estreia na Série B do Campeonato Brasileiro, diante do Goiás, na última sexta-feira (14). A partida foi histórica para Juiz de Fora, que viu um clube da cidade disputar a competição depois de 27 anos de espera. Infelizmente, não foi da maneira que muitos imaginavam, já que o Galo Carijó perdeu para o Esmeraldino por 1 a 0 no Estádio Radialista Mário Helênio.

Decepção? Pela derrota não. O time enfrentou um adversário difícil, tradicional no país e um dos favoritos ao acesso para a Série A, sem contar que a equipe merecia ter conquistado um resultado melhor, no mínimo um empate. Porém, sobre o jogo falei em outro texto, o foco deste é outro. Este é um desabafo. 

Decepção? Pelo público sim. O estádio deveria estar lotado - pelo menos a minha expectativa era essa - como esteve a Praça Antônio Carlos no dia que o acesso foi conquistado. A partida contra o Goiás foi acompanhada por 1.841 torcedores, sendo apenas 1.444 pagantes, ou seja, os mesmos que sempre estão presentes nos jogos e que acompanham o time normalmente. Nos últimos anos o Tupi frequentou diferentes divisões do futebol brasileiro e até do mineiro, mas nunca sozinho. Em especial, as organizadas Tribo Carijó e Império Alvinegro, as quais não faço parte, mas que tenho profunda admiração. Verdadeiros guerreiros carijós.


Média de público do Tupi no ano - atualizado no dia 12 de maio (Fonte: GloboEsporte.com)
O grande sonho de todos não era a Série B? Pois bem, estamos lá. Mas as desculpas continuam as mesmas de sempre: "O ingresso é muito caro'', "o estádio é mal localizado", "o horário do jogo é ruim", "a diretoria não monta um elenco de qualidade", etc. Concordo com bastante parte disso. Mas porque os outros 1.987 torcedores, em média, não usam essas desculpas para se ausentarem? Deixe-me que lhes respondo com prontidão.

É algo cultural, a maioria dos juiz-foranos são "mistos", isto é, torcedores que torcem para dois times. Não tem nada errado nisso, eu, por exemplo, torço para Tupi e São Paulo, mas na minha opinião a prioridade deve ser dada ao clube de sua terra. Não é o que acontece em uma cidade mineira, já que a prioridade é dada à um time grande, na maioria das vezes do Rio de Janeiro pela proximidade entre as cidades. Recentemente, times cariocas mandaram seus jogos em Juiz de Fora com ingressos custando um absurdo, mas mesmo assim a procura foi grande. A hipocrisia é enorme ao dizer que o ingresso do jogo do Tupi que é caro.

Está na hora da cidade demonstrar apoio ao seu principal clube (Foto: Felipe Couri/tupifc.esp.br)
Mais do que nunca o Galo Carijó precisa de apoio. Talvez seja o momento mais importante de seus 103 anos, e o clube espera crescer no cenário nacional. E isso passa pela torcida, que será fundamental para que o time arrecade, monte elencos melhores e consiga a sua permanência na Série B durante alguns anos para que, assim, possa brigar por algo maior no futuro. Aliás, o que é um clube sem a sua torcida? A pergunta que fica é: Será que nos próximos jogos será diferente? 

Espero que Juiz de Fora mereça o Tupi um dia...

Por: Marcelo Júnior || Twitter: @marcelinjrr

3 comentários:

  1. O tupi é uma Marca que sempre enaltece a nossa Juiz de Fora, em todos os lugares que Vc vai, e fala na cidade, vem a pergunta do Tupi, os comentaristas esportivos de fora, sempre falam nas suas transmissões o TUPI de Juiz de Fora( galo carijó). por isso ao meu ver o TUPI é um Orgulho de Juiz de Fora, pelas suas conquistas, hoje disputa uma serie"B" nacional.com ampla divulgação no Brasil. mas digo sempre é lamentável que o povo da cidade, não apoia o TUPI, com a presença nos seus jogos sempre tem uma desculpa. pois na estreia do Campeonato Brasileiro, c/ o Goias Publico presente não chegou a 2000. pessoas.

    ResponderExcluir
  2. Veja o estado da sede do tupi no centro.
    Galpões abandonados, secretaria numa salinha da entrada do estacionamento.
    Isso é o q o time é.
    Tem sede (mas n usa)
    Tem grana (finge n ter)
    Os patrocinadores do Mineiro n permanecem no brasileiro...
    esta acontecendo alguma coisa.
    Cadê os 5 milhões d premiação por participar da série b?
    Pq está pegando jogadores de várzeas?
    N tem marketing n tem plano
    fracasso total...
    Botafogo colocou entrada grátis para mulheres e crianças (time renomeado)
    sabemos q o tupi com elenco q está jogando do jeito q joga. Vai perder e vamos pagar mas de 30 pra ver a derrota??
    Até acho q vendeu a vaga da copa do Brasil..
    VERGONHA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade que algumas condições são precárias, a estrutura e o marketing são pífios, mas isso vem mudando nos últimos tempos. Agora o site está funcionando, as lojas físicas também, o CT de Santa Terezinha passou (e ainda passa) por boas reformas, o plano de sócio torcedor mudou e o valor do ingresso que era na Série C se manteve por R$30 (inteira) e R$15 (meia). Essas acusação de "vendeu a vaga na Copa do Brasil", é óbvio que não é verdade, URT, Caldense, e Villa Nova (os que se classificaram) estão em condições financeiras piores que o Tupi. Apesar das dificuldades, a diretoria "ruim" tirou o clube do Módulo II do Mineiro e colocou na segunda divisão do futebol brasileiro. E sobre o elenco, o time tem a folha salarial mais baixa da Série B, 200 mil apenas (Só o Riascos que estava no Vasco recebia metade disso). Como assim pagar para ver derrota? Torcedor de verdade não vai pelo resultado e sim, por amor ao clube. É mais fácil assumir que tu não é torcedor de verdade né amigo...

      Excluir

Tecnologia do Blogger.