Header Ads

Na raça, Paysandu arranca empate na estreia

Em jogo valido pela primeira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Paysandu e Ceará se enfrentaram na Arena Castelão rumo aos três primeiros pontos no certame. O bicolor paraense vinha com time misto após uma sequência de finais, que culminaram nos títulos da Copa Verde e Paraense. Enquanto isso, o Vozão chegou em busca da recuperação depois das eliminações precoces no Nordestão e Campeonato Cearense.

Início de jogo. Foto: Thaís Jorge/ Globo Esporte
Os mais de 14 mil espectadores acompanharam um primeiro tempo movimentado, em que os dois times foram em busca da vitória. Quem começou em cima foi o Vozão, que investiu nas laterais com Tiago Cametá e Assisinho, enquanto a defesa bicolor batia cabeça e o perigoso Rafael "Tanque" levava perigo. O lobo chegou com perigo após cruzamento na área e Lucas sozinho cabeceou fraco na direção do goleiro. O jogo manteve o equilíbrio e o Ceará continuava mais ativo no ataque, enquanto o Paysandu tentava buscar os contra-ataques.

O Papão errava muitos passes com Lucas e Raphael Luz, mas mesmo assim, aos 13 minutos, o Lobo chegou com perigo em contra-ataque quando, após sobra de bola, Alexandro chutou forte e cruzado, porém o goleiro Everson jogou pra escanteio. Em seguida, aos 16', o Ceará respondeu com chute de Rafael "Tanque" na trave, e o vovô alencarino chegou novamente com perigo aos 24'. Em cobrança de escanteio, a zaga bicolor cochilou e Antônio Carlos apareceu livre para cabecear, mas a bola passou raspando na trave.

O jogo continuou faltoso e com muitos erros de passes principalmente do Paysandu, mostrando muito desentrosamento. O Papão chegou perto novamente aos 33 minutos, quando, em cruzamento de João Lucas, Alexandro apareceu dentro da área e chutou para fora. O Vozão continuou pressionando o bicolor e criando algumas chances de perigo até o fim do primeiro tempo.

Ceará Comemorando seus gols Foto: Bruno Gomes/ Agência Diário
Logo no início do segundo tempo, após lateral cobrado por Tiago Cametá desviado por Rafael Costa, a bola sobrou para Serginho abrir o placar na Arena Castelão. Em seguida, aos 3 minutos, a zaga bicolor falhou novamente e Rafael "Tanque" ampliou o marcador em rápida troca de passes. O apagão bicolor no inicio do segundo tempo custou caro e o time alviceleste precisou se lançar ao ataque, enquanto os cearenses ficaram esperando o adversário em seu campo.

Aos 12 minutos veio a primeira grande chance bicolor, quando Rodrigo Andrade ficou de frente para Everson, tentou driblar o goleiro e perdeu a bola. O Paysandu pressionava e, aos 14', Alexandro cabeceou na trave cearense e no rebote Rafael Costa encheu o pé, mas o goleiro adversário fez grande defesa. O Papão continuava em cima e o Ceará tentava fracassadamente sair no contra-ataque.

Entretanto, aos 29 minutos, o lobo malino iniciou a reação e, após cruzamento preciso de Bruno Smith, Lucas cabeceou sozinho no canto do gol alencarino para diminuir o placar e voltar ao jogo. O duelo ficou aberto de vez e o Paysandu dominava a posse de bola e tentava chegar, mas parava na boa marcação cearense. Aos 37', Lombardi marcou o que seria o gol de empate bicolor mas o arbitro já havia parado a partida.

Aos 44 minutos, em lance chorado com várias sobras, Lucas novamente empurrou para o fundo da rede cearense, empatando o jogo na raça e levando um ponto para Belém com sabor de vitória. A partida acabou com o placar em Ceará 2x2 Paysandu, que ilustra um jogo aberto, em que as duas equipes poderiam ter vencido. O Vozão pecou por ter recuado demais após os gols relâmpagos e acabou sofrendo as consequências. Já o Papão errou no desentrosamento por ter muitas estreias e um time misto, a defesa acabou sofrendo um apagão e levando dois gols em três minutos, mas o time reagiu bem e conseguiu o empate na raça.
O protagonista do empate bicolor Lucas Foto: Site Oficial CearáSC
Na próxima rodada, o Paysandu enfrenta o Oeste em casa sábado às 16h. Já o Ceará enfrenta o CRB no Estádio Rei Pelé às 16h30. Os times dividem a oitava posição na tabela do campeonato.

RENDA E PÚBLICO:
Público pagante: 13.355 torcedores.
Público total: 14.305 pessoas.
Renda: R$ 177.989,00
Eduardo Maya || @EduMaya7 

2 comentários:

  1. Até tentei ler, mas a quantidade de erros ortográficos, de pontuação e de digitação não permitiram.

    ResponderExcluir
  2. Iremos corrigir, obrigado por falar.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.