Header Ads

Qual o sinal para o torcedor, Corinthians?

A volta do Corinthians aos gramados depois de um período de recesso de duas eliminações (Paulista e Libertadores), era tudo o que o torcedor alvinegro queria. A ansiedade da torcida era poder estrear um Campeonato Brasileiro gritando gol, vendo o time tentar algo, almejar um caneco na temporada. O jogo diante do Grêmio foi marcado por apresentações apáticas de alguns jogadores e a estrela de Marquinhos Gabriel que vem para a competição com grande expectativa de ser um craque.

Foto: Reprodução - Corinthians
Baixa mesmo é para o Matheus Vidotto, o garoto estava ansioso pelas Olimpíadas, jogar em casa, representar as cores verde a amarela da nossa seleção, e foi quando o susto veio, ele se machucou no aquecimento antes do jogo. Força moleque!

A saída de Edílson foi excelente, Léo Príncipe volta ao alvinegro para ser banco de um jogador genial como o Fágner. Uendel não pode nunca ser titular de Arana, o LE anda falhando muito. Nossa defesa é boa, Cássio e Walter no gol e nossos zagueiros dão conta do recado, com Felipe, Balbuena e Yago.

Confesso que eu em particular ainda acredito que André será o camisa 9 do Timão, aquele jogador de frente matador e que podemos montar um time com Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto juntos. Podemos ser ousados com esse time, Elias tem que voltar ao seu futebol real, dá pra arriscar Marlone no titular também. Rodriguinho e Bruno Henrique podiam passar no RH e pegar a cartinha de demissão. Contamos com um banco com bons nomes, o Corinthians tem elenco!

A dúvida que fica é: Teremos o Corinthians que irá lutar e brigar por algo esse ano, já que o estilo de jogo que o Tite gosta, de colocar o time pra cima e buscar vencer, ou o time deixará o torcedor apenas na esperança...

A cobrança do torcedor é porque pagamos caro pra acompanhar e estar ao lado de quem tanto amamos, é claro que queremos resultados, pois novamente a história se repetiu, eliminações em momentos onde éramos melhores. Tudo bem, fomos campeões brasileiros da última edição, mas a história se repetirá?

Não podemos aceitar um time que em jogo de estreia importante e de campeonato longo não tenha finalização que ameace o adversário. Necessitamos de gente que busca, vá atrás e represente o manto. 

Agora o Timão soma quatro jogos seguidos com empate, uma fase muito comum na mão do técnico Adenor em anos anteriores. Foco total no próximo jogo que será diante do Vitória no Barradão, só a vitória importa já que estamos falando de pontos corridos e é o formato em que o Tite adora jogar.

Isabela Macedo || @ismacedo_
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.