Header Ads

Islândia para Portugal e arranca o empate

A partida entra Portugal e Islândia marcava o fechamento da primeira rodada da Eurocopa. O confronto se mostrava bastante interessante visto que Portugal gostaria de manter as boas atuações das últimas partidas e se firmar como uma das favoritas na competição contra uma quase desconhecida e estreante na competição, Islândia.

Grande festa das duas torcidas em Saint-Etienne
PORTUGAL

Portugal veio a campo para estrear na Euro 2016 como favorito para vencer seu grupo. Liderado por Cristiano Ronaldo, Pepe e Cia, o time liderado pelos atuais campeões da Champions não conseguiram passar de um empate por 1 a 1 com a estreante Islândia.

Se há uma coisa que Portugal pode garantir é que buscou mais o gol e propôs o jogo, isto é excelente até a pagina dois. João Moutinho, André Gomes e João Mário foram infernais no primeiro tempo de jogo, apoiaram bem o ataque e se tornaram os grandes articuladores do meio campo português auxiliados pelos laterais Raphäel Guerreiro e Vieirinha. A Islândia pouco criou no primeiro tempo, só Portugal criava as chances de gol, chegou duas vezes com Cristiano Ronaldo, uma de cabeça e uma onde o capitão português deu uma furada bisonha na bola. E duas com Nani, numa cabeçada onde o goleiro islandês Halldorsson salvou o primeiro tento português. Na segunda chance, o camisa 17 aproveitou cruzamento de André Gomes e abriu o placar para Portugal 1-0. E com este placar Portugal foi para o intervalo, fazendo o torcedor luso acreditar que uma goleada estava por vir.

Nani marcou o 600º gol da história das Euros
Entretando, a inteligente e nada boba seleção islandesa mostrou qualidade defensiva, inteligência tática e agilidade nos contra-ataques para logo no início do segundo tempo empatar o jogo com Bjarnason, O suficiente, para os islandeses conseguirem o que queriam, estacionarem um carro na frente de sua defesa e só saírem em raras vezes, quando fosse fatal. E isto aconteceu, uma vez, quando Finnbogason obrigou o goleiro português a fazer uma magnífica defesa e evitar a virada.

O empate se perdurou até o último minuto de partida, num total de 24 remates portugueses, contra quatro da Islândia. Faltou efetividade, pois o placar final foi o da igualdade em Saint-Etienne.

ISLÂNDIA

A seleção islandesa fez história na tarde desta terça feira, 14/06. Diante de Portugal a seleção disputou sua primeira partida numa fase final de Eurocopa. Para fazer parte dessa história, o técnico Lars Lagerback escalou sua equipe num 4-2-2 com: Halldórsson; Saevarsson, Sigurdsson, Arnason e Skúlason; Gunnarsson, Sigurdsson, Gudmundsson e Bjarnason; Sigthtórsson e Bodvarsson.

O primeiro tempo foi de poucas chances, a Islândia se preocupava em se defender e Portugal esbarrava nessa boa marcação Islandesa. Quem se destacou foi Halldorssón, goleirão islandês que quando exigido estava deu conta do recado. Entretanto, no finalzinho do primeiro tempo André Gomes achou espaço na marcação e rolou para Nani abrir o placar em Saint-Etienne.

Bjarnason comemora o 1º gol da história de sua seleção numa Euro
No segundo tempo a Islândia começou a tentar sair um pouco mais, uma vez que tinha o prejuízo no placar. E só demorou 5’ para que conseguisse a igualdade. Gudmundsson cruzou e Bjarnason apareceu sozinho na segunda trave para marcar e entrar para a história do país com o primeiro gol na Euro. Com o seu gol a Islândia voltou a estar tranquilo quanto o placar e marcava forte a seleção portuguesa. A principal arma ofensiva do time era a bola área nas cobranças de lateral de Gunnarsson.

A seleção Islandesa continua surpreendendo a todos nesse inicio de Eurocopa, o empate contra a seleção favorita do grupo indica que eles não estão ali para brincadeira e são fortes candidatos à classificação a segunda fase. A próxima partida é contra Hungria, que venceu a Áustria e lidera o grupo nessa primeira rodada.

Rodrigo Ferreira || @EuRodriFerreira
Fellipe Vicentini || @_FellipeS
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.