Header Ads

Argentina domina Estados Unidos e está na final da Copa América

Os Estados Unidos deram a festa, mas quem aproveitou foram os argentinos. Nesta terça-feira (21), a Albiceleste atropelou os estadunidenses por 4 a 0 na semifinal da Copa América do Centenário, em Houston, com gols de Lavezzi, Messi e Higuaín (2).

Agora a seleção argentina espera o adversário da decisão desse domingo (26). O vencedor do jogo desta quarta-feira entre Chile e Colômbia disputará o título diante a Argentina que fará sua terceira final consecutiva às 21h (horário de Brasília) em Nova Jersey.

Estados Unidos 0x4 Argentina. Fonte:(ussoccer.com)
Estados Unidos:

A seleção norte-americana, que chegou pela segunda vez na semifinal da Copa América, não suportou a pressão da Argentina. Com uma escalação bastante defensiva, num 4-4-2 com dois volantes, os estadunidenses esperavam segurar a iniciativa argentina. Mas não deu muito certo, já que os argentinos abriram o placar aos 3 minutos de jogo.

A equipe não conseguiu reagir, e o que se assistiu foi um jogo de ataque contra defesa. Sem conseguir atacar, o técnico Klinsmann pediu para seu time se fechar e chamar a Argentina pro seu campo e apostar em um contra-ataque. Mas a tática não deu certo. Pelo contrário. A Argentina aproveitou para ampliar a partida. Com o placar, restou ao Estados Unidos assistir a Argentina jogar e evitar uma goleada. Sem reação alguma, o jogo se arrastou para os Estados Unidos, que conformado, só esperou o apito final.

Para os estadunidenses, a chance de se redimir da goleada, será ganhar a terceira posição do torneio. Seria um alento pra torcida que tanto apoiou, mas viu um time totalmente sem vontade no jogo diante dos hermanos argentinos. Mas a boa campanha dá uma animada para o time e para a torcida, para o prosseguimento das eliminatórias, onde os Estados Unidos não vem apresentando um bom futebol.

Apoio não faltou para os EUA. Fonte: (twitter ussocer)
Argentina:

O domínio da Argentina foi impressionante. O time apresenta uma facilidade de jogar devido ao entrosamento dos jogadores, a maior parte deles estão juntos na seleção desde a Copa do Mundo de 2014. Essa continuidade fez o craque argentino Lionel Messi se apresentar cada vez mais espetacular nas jogadas ministradas por ele.

Se os Estados Unidos optaram em montar um time defensivo, este esquema foi destruído aos três minutos, quando o camisa 10 deu um toque precioso por cima da defesa ao companheiro Lavezzi que abriu o placar encobrindo o goleiro de cabeça. Os hermanos controlavam totalmente a partida, aos 31 minutos foi a vez de Messi aparecer em cobrança de falta sensacional no ângulo do goleiro Guzan, assim o melhor jogador do mundo se tornou o artilheiro de sua seleção com 55 gols.

A qualidade mostrada em campo e a possibilidade de variação de jogadas que a seleção da Argentina apresentava se transformou em gols. Aos 4 e aos 40 minutos da segunda etapa Higuaín ampliou o placar. Foi um atropelamento, a seleção dos Estados Unidos não chutou ao gol nenhuma vez nos 90 minutos dessa semifinal.

Para a decisão da Copa América do Centenário, a Albiceleste não poderá contar com o volante Augusto Fernández, que apresentou um problema muscular e o atacante Lavezzi que teve uma luxação no cotovelo esquerdo após cair atrás da placa de publicidade quando tentava dominar a bola.

Messi, o melhor jogador dessa semifinal (Foto: El País)
Ismael Schonardie | @Ismahsantos
Frederico Kuhnen@Fred_Metro2002
Linha de Fundo | @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.