Header Ads

Argentina goleia e manda Venezuela para casa

Neste sábado (18), a Argentina venceu por 4 a 1 a seleção venezuelana e avançou para a semifinal da Copa América do Centenário, nos Estados Unidos. Com dois gols de Higuaín, um de Lamela e outro de Messi, a albiceleste não encontrou dificuldades na partida diante a Venezuela, que descontou o placar com Rondón.

Na fase seguinte, a seleção da argentina enfrenta os Estados Unidos, terça-feira (21), às 22h (horário de Brasília) em Houston. A expectativa é que o confronto seja um dos mais disputados dessa Copa América.

As falhas da zaga mataram o time venezuelano (Foto: Deive Pazos)
Argentina: Com toda tranquilidade, a Argentina conseguiu passar de fase, novamente Messi foi o nome do jogo, mas dessa vez não foi pelos gols e sim pela qualidade de sua movimentação. Tata Martino colocou Lionel mais recuado para ele distribuir as jogadas, com isso quem agradeceu, foi Higuaín que era o alvo de Messi para combinações. Outro ponto positivo foi a boa postagem defensiva, já que os volantes não se preocupavam tanto em ajudar a qualificar a transição de bola e tinha como principal objetivo compactar os espaços e fazer a defesa. Tata está fazendo a leitura perfeita da Argentina, a efetividade de Messi é gigantesca e por mais que ele jogue de maneira diferente em seu clube, na Argentina ele pode exercer a função de armador e deixar o time com mais poder defensivo. Pois Augusto Fernandez pode fazer o corredor e diminuir a profundidade dos adversários. Argentina vem forte para ganhar o título.

Venezuela: Os guerreiros venezuelanos tentaram, mas o ataque argentino era muito perigoso à defesa também não ajudou muito com vários erros na saída de bola, o ataque do Viño Tinto perdeu um pênalti por infantilidade de Seijas e até conseguiu fazer boas jogadas no ataque, mas a bola não entrava, depois de três gols argentinos Rondón ainda conseguiu diminuir, porém nem deu tempo de pensar em reação e Lamela fechou o caixão venezuelano e mandou de volta para Caracas. Dudamel mandou um time igual ao de alguns jogos da fase do grupo Hernández, Feltscher, Vizcarrondo, Ángel, González, Figuera, Rincón, Guerra, Peñaranda, Martínez e Rondón, não tinha o que contestar na escalação, essa eliminação não foi humilhante como muitos devem achar, para falar a verdade foi digna, a Venezuela se superou na fase de grupo e a terminou invicta, mostrando muito regularidade, ela realmente deu azar ao pegar a poderosa Argentina.

Gabriel Frello | @Gabrielcec__
Ismael Schonardie | @Ismahsantos

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.