Header Ads

Dúvidas e insatisfação

Não está fácil conviver com o Goiás nos últimos anos. As dificuldades que não deveriam existir ainda persistem em nos assombrar e nos deixar na parte debaixo da tabela do Brasileirão da Série B, criando uma série de dúvidas sobre o que o Goiás está se tornando e como será no futuro. A insatisfação com a diretoria é enorme e as chances de acesso vão ficando cada vez mais nulas. Sérgio Rassi conseguiu tornar um clube que tinha tudo para ser grande em um que tem tudo para ser pequeno.

Goiás e Paysandu não saem do zero jogando no Serra Dourada.
Foto: globoesporte.com
É fato que Léo Condé deu uma cara nova pro time, mas não basta só isso. Estamos sofrendo muito com a necessidade de um atacante de verdade. Na partida contra o Paysandu, ficou claro isso. Rafhael Lucas não cumpre mais o papel que deveria e apostar em Cassiano para ser o nosso "homem-gol" é como apostar em Dunga como sendo um bom treinador. Não dá certo.

Vi uma evolução no Goiás e a partida não foi ganha pois o Paysandu também mudou sua postura nos últimos jogos. Eles marcaram muito bem até nossa saída de bola e deixaram nossa defesa, que já não passa confiança, com medo nas pernas. Demos sorte de não levarmos um gol no final. Mesmo jogando melhor do que antes, a torcida vaiou. Mas porque? Léo Lima disse bem: "Torcedor vem para ver gol e vitória".

E, de fato, Léo Lima estava certo. A falta de peças de qualidade prejudicou o Goiás e nos meteu em uma situação delicada. Sérgio Rassi é um presidente tão infeliz que disse que concorda com a torcida quando dizem "Queremos jogador", mas completou: "Me mostre onde ele está, que nós vamos lá buscar". Só deu a entender que ele não sabe mexer com futebol, que Ximenes não sabe nada de mercado e vamos ter que rezar para milagres acontecerem.

Para a defesa, eram necessários reforços também e o Goiás anunciou Arthur, zagueiro com passagens pelo Fluminense, América Mineiro e Atlético Goianiense. Bom jogador? Não sei, mas as críticas que recebi sobre ele não me fazem pensar positivo. Não me fazem ter perspectiva boa de um futuro para o Verde. Só me enganam de que não vamos brigar pelo acesso e vamos ter que encarar mais uma segunda divisão no ano que vem.

Carlos Eduardo tentou, mas não marcou ainda depois de retorno.
Foto: globoesporte.com
Realmente, para salvar o Goiás agora só Jesus na causa.

Wagner Oliveira || @wagneroliveiraf
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.