Header Ads

Kazim: “Hoje e amanhã a cidade é em verde e branco”

Kazim marcou o gol da vitória Coxa-branca na sua estréia. (Coritiba/Divulgação)
Na noite de ontem, o Coritiba recebeu a equipe do Atlético Paranaense e venceu o clássico AtleTiba válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Verdão saiu de campo vitorioso graças ao gol do estreante turco Kazim.

Uma partida que começou com tudo que um clássico pode proporcionar. As equipes começaram se analisando em campo, mas o Coxa tomava a iniciativa e buscava achar espaços no campo ofensivo. Com muitas faltas para os dois lados, o primeiro tempo terminou com o placar zerado. Na volta para o segundo tempo tudo mudou. A equipe adversária começou melhor na etapa complementar, mas o Verdão foi se acertando em campo e fechando os espaços.

Primeiro tempo de muita marcação

O Coxa foi a campo com a confirmação de que poderia contar com a presença do atacante Kleber. O artilheiro passou por testes após sentir dores na região lombar e foi liberado antes da partida. No banco de reservas, Márcio Goiano ficou no comando técnico da equipe, já que Pachequinho foi expulso na última rodada.

A escalação do Verdão inicial foi Wilson, Dodô, Luccas Claro, Juninho, Carlinhos, Edinho, João Paulo, Ruy, Juan, Leandro e Kleber. Com a bola rolando, foi o time coxa-branca que procurou tomar a iniciativa da partida. O Alviverde procurava explorar as jogadas pelas laterais, com o garoto Dodô pela direita e com Carlinhos pela esquerda.

A primeira chance clara Alviverde veio aos 14', após boa troca de passes do ataque coxa-branca, Leandro recebeu pelo lado direito e chutou rasteiro, Weverton defendeu em dois tempos.

O primeiro lance de real perigo criado pelo Atlético-PR aconteceu apenas aos 33 minutos. Nikão cobrou falta de longa distância e a bola subiu e passou com perigo sobre o gol de Wilson.

Prazer, Kazim

Para o 2º tempo, a equipe Coxa-branca voltou modificada. Saiu o apagado Leandro, que já havia tomado cartão amarelo e em seu lugar entrou Iago.

A primeira grande chance de gol do segundo tempo foi do Atlético-PR. Aos 9', depois de jogada pela esquerda, Nikão pegou de primeira e aí foi a vez de Wilson aparecer e fazer grande defesa.

Aos 18’, é chegada a hora que a torcida Coxa-branca aguardava. Márcio Goiano chamou o turco Kazim, que entrou em campo na vaga do meio campista Ruy. E mal sabia ele, que a noite seria especial.

Um minuto após entrar em campo, o turco teve a sua primeira chance. Quando recebeu pela esquerda e bateu cruzado para defesa do goleiro Weverton.

Aos 35’, festa Alviverde no Couto Pereira. Juan cobrou escanteio da esquerda, Edinho desviou no primeiro pau e o estreante Kazim mostrou oportunismo e muita estrela, desviando a bola para o fundo das redes.

Após o gol, o Alto da Glória ficou um verdadeiro inferno verde. Das arquibancadas vinha o som que empurrava o time coxa-branca dentro de campo para manter o resultado. Uma festa coxa-branca!

Ainda deu tempo de Amaral entrar no lugar de Juan. E quando o árbitro apitou pela última vez, a torcida coxa-branca comemorou ainda mais. Coritiba 1x0 Atlético-PR.

No final da partida, Kazim foi muito aplaudido pelos torcedores e, após atender os jornalistas na beira do gramado, até jogou sua camisa para os torcedores do Setor Pro Tork.

Um gesto que demonstra que o turco já se sente em casa no Alto da Glória e seu carinho pela torcida Alviverde. “Estou muito feliz. Não só eu, mas todo mundo junto: torcida e equipe. Isso é para os torcedores. Todo dia o nosso time treina muito forte. É de coração. Obrigado por tudo. Hoje e amanhã a cidade é em verde e branco".

Os companheiros de equipe também elogiaram e comemoraram junto com Kazim. O zagueiro Juninho, que foi para coletiva de imprensa após o jogo, falou que o atacante chegou e todos parabenizaram Kazim pelo gol. “Brincamos muito com o Kazim, para que ele entrasse e fizesse o gol. E isso aconteceu! Ele tem estrela!”, brincou.

Próxima partida

O Coritiba volta a campo já no sábado no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O adversário da 13ª rodada do Campeonato Brasileiro será o Fluminense.

É claro que não poderia faltar chororó vindo da torcida da parte baixa da cidade. Se tivessem vencido, árbitro passaria em branco. Mas perderam, portanto MIMIMI é a arbitragem. THE CRY IS FREE!!!

Valeu Coxa!!!

Texto feito por: @Andreysuldovski

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.