Header Ads

Mais erros na escalação e mais uma derrota fora de casa

Então, meu querido leitor carvoeiro, o que podemos falar desse jogo? Mais uma derrota fora de casa, como de costume. Pra fechar com chave de ouro, outra escalação errada e parece que Cavalo está com dificuldades desnecessárias de acertar. Era para ter repetido a mesma equipe desde a vitória contra o Vila Nova, até porque time que está ganhando não se muda.




A proposta do time carvoeiro era até boa, três volantes era bom. Porém, Alex Maranhão estava perdido no jogo e Gustavo precisava de alguém para jogar perto dele e ajudá-lo. O jogo começou melhor para o time de goiano, que chegava melhor no ataque e pressionava muito. O tigre catarinense até chegou algumas vezes no gol, mas não teve sucesso.

O gol do Atlético foi em uma bela jogada individual de Jorginho seguido por uma cochilada da defesa carvoeira. Com todo espaço do mundo, o atacante teve toda tranquilidade de parar, ajeitar o corpo e chutar sem chances para Luiz, que estava fazendo uma bela partida até o momento.

O segundo tempo começou e, depois de alguns minutos, vieram algumas substituições que mudaram o jogo para o tigre carvoeiro. Juninho entrou jogando muito e dando movimentação ao ataque do Criciúma, fez várias jogadas e serviu os atacantes, mas teve aquele velho problema conhecido por todos os torcedores: a falta de competência na hora de finalizar a jogada e estufar as redes. Assim não vamos conseguir subir.

FICHA TÉCNICA PARA  ATLÉTICO GO X CRICIÚMA 

LOCAL – Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
PÚBLICO – 1.336 pagantes.
RENDA – R$ 14.515,00.
ÁRBITRO – Rogério Batista do Prado (SP).
CARTÕES AMARELOS Matheus Ribeiro (Atlético-GO); Diego Giaretta (Criciúma).
GOLS – Jorginho, aos 33 minutos do primeiro tempo.
ATLÉTICO-GO – Márcio; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino e Michel; Pedro Bambu, William Schuster, Magno Cruz (Caíque), Jorginho (Bruno Barra) e Luiz Fernando (Luis Soares); Alison. Técnico: Marcelo Cabo.
CRICIÚMA – Luiz; Ezequiel, Raphael Silva, Diego Giaretta e Marlon; Barreto (Jheimy), João Afonso, Ricardinho, Elvis (Juninho) e Alex Maranhão (Andrew); Gustavo. Técnico: Roberto Cavalo.
"Daria a vida por um campeonato e uma taça a mais"
Gabriel Frello - @gabrielcec_

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.