Header Ads

Uruguai e Jamaica em clima de fim de festa

Na madrugada da última segunda-feira (13), Uruguai e Jamaica entraram em campo para fechar suas participações na Copa América Centenário. Diante de pouco mais de 40 mil pessoas no Levi’s Stadium, em Santa Clara, a Celeste Olímpica construiu o placar clássico de 3 a 0 sobre os Reggae Boyz e as duas seleções morreram abraçadas e voltaram para a casa.

Uruguai e Jamaica já entraram em campo eliminados. Foto: Reuters
Já eliminados no Grupo C da competição, uruguaios e jamaicanos entraram em campo apenas para cumprir tabela e tentar uma despedida digna. A Celeste precisava justificar a fraquíssima campanha apresentada e os Reggae Boyz tentaram pelo menos marcar o primeiro gol para o seu país na história da Copa América.

Com formações parecidas e esquemas de jogo espelhados, Oscar Tabárez, técnico uruguaio e Winfried Schäfer, comandante jamaicano, escalaram suas equipes em um 4-4-2 clássico. Com duas linhas de quatro na defesa e meio campo e dois atacantes, a ideia foi manter a consistência na faixa central do campo e buscar nos homens de frente suas melhores oportunidades de gol.

Sem mais nenhum compromisso com a competição e com pouca responsabilidade defensiva, assistimos dois times bem soltos em campo. O Uruguai chegou ao seu gol aos 21 minutos com Abel Hernández, obrigando a Jamaica a se arriscar ainda mais, entretanto os Reggae Boyz eram freados pela sua própria limitação técnica.

Os Reggae Boyz buscavam seu primeiro gol na história da Copa América. Foto: Reuters
O segundo tempo começou em um clima melancólico entre amistoso e fim de festa. A Jamaica seguia tentando o seu primeiro gol na história da competição e Cavani, no lado uruguaio, buscava sair do zero na edição atual. O jamaicano Watson finalmente marcou, mas do lado errado e com um gol contra ampliou a vantagem dos uruguaios.

Com o 2 a 0 a favor, o esquema uruguaio passou a ser um só, ajudar Cavani a marcar o seu gol. Schäfer respondia colocando a Jamaica no ataque para tentar diminuir o placar. Aos 42 minutos, nem Cavani, nem os jamaicanos, Mathías Corujo foi quem marcou o terceiro para a Celeste finalizando o placar. As duas seleções morreram abraçadas e voltaram para a casa, Venezuela e México foram os classificados do Grupo C para as quartas de final da Copa América Centenário.

Lucas Felipe! (@lsouza73)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.