Header Ads

Benfica só empata com o Vitória de Setúbal

Raul Jiménez fez o gol benfiquista no jogo (Foto: Correio da Manhã)
O Benfica perdeu os primeiros pontos no campeonato nacional ao empatar por um gol com o Vitória de Setúbal em jogo válido pela segunda rodada da Liga NOS. Frederico Venâncio abriu o marcador para os visitantes logo no início do segundo tempo, enquanto Raúl Jiménez de pênalti igualou a partida, um resultado muito comemorado pelos sadinos e péssimo para o Glorioso, que já desperdiça os primeiros pontos logo na segunda jornada.

No retorno à Luz, casa do tricampeão nacional, após uma enorme ausência, os jogadores encarnados encontraram uma atmosfera magnífica com mais de 60.000 torcedores fazendo uma linda festa criando o ambiente perfeito para um início com vitória em casa. Houveram-se poucas mudanças do time da primeira rodada que venceu o Tondela, para o de ontem, apenas a entrada de Lisandro López na vaga de Luisão e de Salvio na vez de Gonçalo Guedes, como o capitão Luisão estava ausente, Salvio herdou a braçadeira para o jogo.

Mesmo com um ambiente intimidador nas arquibancadas, o Vitória de Setúbal apresentou-se muito organizado no setor defensivo e jogava com as linhas muito recuadas. Não dava oportunidades para Mitroglou, único atacante de ofício no jogo fazer absolutamente nada. Cervi também não conseguia desenvolver seu jogo, as melhores jogadas foram tramadas por Horta, Salvio e Pizzi, Neste momento damos conta da ausência importante que é Jonas para o time benfiquista. O intervalo veio e o placar seguia o mesmo 0-0.

Ao intervalo, o nulo no marcador era reflexo do bom posicionamento dos jogadores de José Couceiro, enquanto que do lado do Benfica a forte pressão com que terminou a primeira parte era um bom indicador para o segundo tempo.

No arranque da etapa final, Rui Vitória lançou em jogo Raúl Jiménez e retirou Franco Cervi. O mexicano agitou o jogo, com dois atacantes e Raúl tentando fazer a função que Jonas faz em campo. Ele foi bem, o placar parecia que seria aberto há qualquer momento.

E foi, mas quem abriu foram os sadinos, e num lance de bola parada, o Vitória de Setúbal. Frederico Venâncio após cruzamento na direita de Nuno Pinto. A bola bem colocada para o coração da área parece receber um leve desvio do capitão sadino e acabou no fundo das redes de Júlio César, que nada pode fazer. 1 a 0 Vitória.

Com a necessidade de somar três pontos em casa e com a derrota parcial, Rui Vitória fez entrar Carrillo e tirou Pizzi, logo na primeira oportunidade o peruano perdeu uma chance incrível de inaugurar o marcador. Daí em diante o Vitória tentava administrar a vantagem, mas o Benfica ainda conseguiria uma penalidade pra cobrar, em meio a tamanhos absurdos de faltas não assinaladas pelo juiz fiquei até surpreso com a marcação. Raúl Jiménez cobrou e empatou o jogo aos 82 minutos, 1-1. O Benfica ainda pressionou, mas a selvageria de faltas continuava, e nada assinalado. No fim de jogo um empate amargo para o Benfica e com gosto de vitória para o Vitória de Setúbal.

E para quem possa achar que é o fim do mundo, não é. O Benfica na última época estava oito pontos atrás, era o terceiro colocado também, havia perdido pontos no começo do campeonato e no fim o Marquês se pintou de vermelho. Que venha a próxima batalha.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.