Header Ads

É teste para cardíaco

Em jogo emocionante de seis gols, Oeste e Paraná empatam e saem frustados


Logo no início da partida, percebia-se que o Oeste estava bem perdido em campo e não parecia a mesma equipe de outras rodadas, aquela que, mesmo não conseguindo grandiosos resultados, jogava com raça. Não serei hipócrita, o time fez um primeiro tempo horrível, mal conseguia tocar a bola. A posse de bola era total do adversário, tanto é que o Rubrão acabou saindo atrás no placar com diferença de dois gols.

O técnico do Oeste saiu frustrado com o desempenho da equipe na primeira etapa, porém parece ter tido uma boa conversa no vestiário, visto que o time entrou com outra postura, jogando pra frente, arriscando e fazendo o goleiro do Paraná trabalhar, coisa que não estava acontecendo anteriormente. A reação começou a caminhar para o clube de Itápolis logo aos 26 minutos da segunda etapa após bom toque de bola entre Marquinho e Crysan, que finalizou bem para o fundo da rede. 

O Rubrão não queria de nenhuma forma sair derrotado naquela tarde e não desistiu. Foi para cima e aproveitou o "desligamento" do time do Paraná. Oito minutos depois de ter feito o gol, o Oeste conseguiu o empate com Marquinho, que para mim foi o homem do jogo, aos 34'. E você acha que o rubro-negro se contentava com o empate naquela altura da segunda etapa? Não mais. A equipe foi para cima e, aos 42', Rodolfo em uma belíssima cobrança de falta virou o jogo de forma incrível e guerreira, fazendo o Diniz comemorar como se não houvesse amanhã.

Porém, como o jogo só acaba quando o árbitro apita, conforme a lógica, no último SEGUNDO, sim no último segundo, o Paraná conseguiu empatar em uma boa jogada pela linha de fundo, frustrando o time oestino. Bom, ao meu ver, se o Oeste jogar todos os jogos como fez no segundo tempo, não cai para a terceira. Se mostrou um time guerreiro e é assim que tem que ser. Mas não pode vacilar e tomar dois gols no primeiro tempo, nem sempre vai conseguir reagir como foi no sábado.  

Daqui para frente é só pedreira, iremos enfrentar nada mais, nada menos que o líder dessa Série B, o Vasco da Gama, no sábado, em São Januário, às 16h30. Tem uma semana para se preparar e, quem sabe, surpreender o mandante. Futebol é uma caixinha de surpresas. 

Césare Boralli || @cesareboralli
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.