Header Ads

Em casa quem manda é a gente

De volta a liderança, nesta terça-feira (6) a seleção celeste goleou o Paraguai por 4 a 0, no estádio Centenário em Montevideu. Os craques uruguaios Suárez e Cavani fizeram a diferença no jogo válido pela oitava rodada das Eliminatórias para Copa do Mundo de 2018.


Aos 18 minutos, o atacante Edinson Cavani pegou de primeira um cruzamento e estourou no fundo do gol. Com maior domínio da partida, o Uruguai conduzia o jogo. Aos 41 minutos foi a vez do uruguaio Cristian Rodríguez acertar um cabeceio após cobrança de escanteio muito maldosa.

A primeira etapa do jogo ainda deu tempo para o atacante do Barcelona, Luis Suárez, sofrer e converter o pênalti cometido aos 45 minutos pelo zagueiro Pablo Aguilar que derrubou o uruguaio. O árbitro brasileiro Wilton Sampaio assinalou e assim terminou o primeiro tempo, 3 a 0 para o Uruguai.

O camisa 9 vive um dos melhores momentos da sua carreira. Neste jogo, ao fazer o gol de pênalti, ele assumiu a vice-liderança das Eliminatórias e está prestes a completar 100 jogos com a camisa do Barcelona com 88 gols anotados pelo time espanhol. Pela competição que garante vaga na Copa do Mundo de 2018, são 18 gols marcados, um atrás do maior artilheiro, Hernán Crespo, com 19 gols. Suárez ainda pode aumentar seus feitos na competição Sul-Americana este ano, nos jogos contra Venezuela, Equador e Chile.

Contudo, o artilheiro da noite foi o atacante do PSG, Cavani, com dois gols. Porém, a dupla formada com Luis Suárez tem mostrado muito resultado. O time se movimenta em campo e se mostra mais confiante nas jogadas desenvolvidas.

Assim como o primeiro tempo, a etapa final da partida começou com marcação fechada e pressão empreendida pela seleção uruguaia. Dessa maneira, o Uruguai administrou o jogo e aos oito minutos o craque Suárez surgiu entre os zagueiros paraguaios, seguiu até a linha de fundo para cruzar para sua dupla de ataque, Cavani que subiu e marcou para fechar o placar em 4 a 0.

O Paraguai não conseguia mostrar poder de reação, os uruguaios continuavam elaborando jogadas, contudo ao fim da partida, ambas as seleções estavam sonolentas.

A derrota para a Argentina na última partida gerou muitas críticas, porém a volta a primeira colocação da tabela com 16 pontos, trás a tranquilidade. O retrospecto é de cinco vitórias, um empate e duas derrotas. O próximo compromisso será em casa, em outubro, dia 10, contra a Venezuela.

Com carinho, Cássia Moura (@cassinha_moura)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.