Header Ads

Tudo o que precisamos

Per-se-ve-rar: verbo (transitivo indireto e intransitivo),ter constância, insistência, firmeza, persistir, insistir, não desistir . Foi essa a definição que encontrei em meu dicionário para o verbo perseverar, meio esquecido, pouco usado.. mas é esse verbo que define exatamente o que o clube goiano precisa mostrar em campo. Na ultima sexta-feira (23) a equipe conseguiu  no sufoco mais uma vitória fora de casa e agora é dona da 4ª melhor campanha do segundo turno. Mesmo com esse fator positivo, o clube esmeraldino se encontra com míseros 34 pontos e está na 13ª posição do campeonato.

O Goiás entrou em campo largado, após a equipe levar 4 gols do Bahia na rodada passada muitos torcedores abriram mão do time, impacientes com um ano tão difícil que vem sendo para  a nação esmeraldina. Na silenciosa Arena Barueri, o primeiro tempo foi marcado por muitos erros da equipe do Oeste e coube ao Goiás fazer sua parte, a equipe goiana se defendeu bem e precisou de 18 minutos para abrir o placar. Após um passe em profundidade de Léo Lima, Rossi entrou na área adversária e cruzou para o "iluminado" Léo Gamalho abrir o placar e manter a boa fase, Goiás 1x0.


Léo Gamalho abriu o placar e manteve sua boa fase pela equipe esmeraldina
foto: globoesporte.com
A partir do primeiro gol, o alviverde começou a marcar a saída de bola da equipe paulista, se antes o Oeste errava no campo de ataque agora os erros começavam a aparecer na parte defensiva. Não demorou muito para que falhassem de novo, Daniel Simões interceptou mal o passe de Léo Gamalho e Rossi usou de sua velocidade para roubar a bola e ser derrubado na área, pênalti que aos 36 minutos Léo Lima converteu e ampliou nossa vantagem. Se o futebol não agradava muito, o placar compensava, 2x0 Goiás e era o final do primeiro tempo.
Léo Lima ampliava de pênalti ainda no primeiro tempo
foto:globoesporte.com
Com o resultado na mão, o Goiás entrou no segundo tempo focado apenas em manter o placar como estava, poucas chances foram criadas após as substituições de Gilson Kleina, e confesso que não entendi muito bem qual o intuito delas. A entrada de Carlos para poupar Rossi que estava amarelado era plausível, mas a partir do momento em que Murilo foi substituído por David aos 27 minutos, o Goiás abdicou do jogo. O Oeste tinha mais posse de bola, e usou o resto do segundo tempo inteiro alçando ela na área, não deu outra, aos 31 minutos Ricardo Bueno conseguiu descontar para os paulistas. E para infartar o torcedor goiano, Gilson tirou nosso meia de armação para por mais um zagueiro alto contra as bolas aéreas, no caso, Wesley Matos.

Foram 10 minutos de sufoco que só tiveram  fim ao apito final do juiz, o Goiás somou mais 3 pontos e se distanciou definitivamente do Z4, era o que queríamos. Sonhar com acesso se torna quase impossível neste momento, está na hora de sermos perseverantes e correr atrás do resultado para que aqueles que já desistiram, voltem a nos apoiar. Walter já mostra sinais de recuperação e pode voltar contra o Vila Nova, até lá, temos uma sequência essencial para definir nosso objetivo esse ano. A equipe precisa pontuar bem nos próximos três jogos, sendo 2 deles dentro de casa (contra Paraná e Bragantino), não é hora de jogar a toalha, afinal desistir não está no nosso sangue.

Linha de Fundo ll @SiteLF

2 comentários:

Tecnologia do Blogger.