Header Ads

Chelsea atropela United e encosta de vez nos líderes

No jogo que encerrou a 9ª rodada da Premier League, tivemos o clássico entre Chelsea e Manchester United neste domingo (23), em Londres. O jogo era recheado de expectativas, a maior delas de como seria o retorno de Mourinho à Stamford Bridge. Mas o que se viu foi um verdadeiro massacre do time da casa, com gol aos 31 segundos de jogo, o Chelsea já mostrava ao "Special One" que a tarde seria trágica para o português.

O quarto gol que fechou o caixão dos Red Devils (Foto: Getty Images)
O técnico Antonio Conte manteve a formação, que havia dado muito certo nas duas últimas rodadas, o 3-4-3 (variando para um 5-3-2 quando os Blues não tinham a bola: A zaga era formada por Azpilicueta, David Luiz e Cahill; Kante, Matic e Alonso no meio campo; Hazard e Moses abertos e Diego Costa centralizado).

Com apenas 30 segundos de jogo, Alonso lançou Pedro, De Gea saiu mal, Blind e Smalling vacilaram e a bola sobrou para Pedro, que tirou do goleiro e abriu o placar com o gol livre. O gol logo cedo, fez a história do jogo mudar totalmente, já que o United não poderia repetir a estratégia usada contra o Liverpool e teriam que sair para o jogo. O Chelsea dominava o jogo, quando Cahill aproveitou o bate rebate na área e mostra oportunismo, dobrando o placar em Londres, aos 21 minutos.

A única chance dos visitantes veio aos 27', quando Herrera chutou, Courtois deu rebote e Lingard chutou em cima do goleiro belga. No mais, um amplo domínio azul em campo, que aparentava mudar de lado no segundo tempo. Nos primeiros 15 minutos da segunda etapa, a posse de bola chegou a ser de 71% para o United, Courtois já havia salvado o Chelsea, e Porém, aos 16 minutos, Hazard e Matic tabelaram e o belga limpou Smalling, antes de fazer 3 a 0.

Cahill como um centroavante mostrando oportunismo amplia a vantagem (Foto: Getty Images)
A goleada já estava anunciada, o Manchester tinha à bola, porém foi totalmente inofensivo. E para fechar o "baile blue", a pintura do jogo: Pedro deu lindo passe para Kante e o volante ameaçou chutar, dano um lindo corte em Smalling, antes de chutar rasteiro e fazer 4 a 0. Os visitantes ainda criaram algumas chances no final do jogo, mas apenas adiantou para também consagrar o goleiro Courtois, que saiu da partida sem levar gols.

"Esse jogo não foi para 4 a 0, 1 a 0 seria mais justo. Humilhação!". Foram essas as palavras de Mourinho para Conte ao término do jogo. Desculpa "Special One", mas 4 a 0 foi muito pouco e o United se livrou de uma goleada histórica, a humilhação foi tática de Conte em cima de você. E, os cantos da torcida são verdadeiros: "Você não é mais especial".

Com a goleada, o Chelsea chegou aos 19 pontos e encostou-se aos líderes City, Arsenal e Liverpool, todos com 20 pontos. Após alguns tropeços e atuações desastrosas, a equipe voltou a mostrar força contra um grande adversário, além de estar se acertando taticamente e tecnicamente. No meio desta semana, a equipe terá um duelo londrino pela EFL Cup, contra o West Ham. Já pela Premier League, o próximo desafio é contra o Southampton, no próximo sábado (29), fora de casa.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.