Header Ads

Alívio por voltar a vencer, e agora em busca do acesso

CRB 2-1 Joinville

Noite de sábado, CRB recebeu o Joinville em casa após quatro anos de uma partida histórica vista no Rei Pelé. O Galo entrou em campo com um só pensamento: Vencer. Nos seis jogos que o CRB teve neste returno diante de sua torcida, perdeu quatro vezes, empatou uma, e venceu uma. Retrospecto horrível, que se fosse ao menos equilibrado, traria ao Galo uma melhor posição na tabela.


Imagem: Globo Esporte


O jogo

Com 6' minutos, em grande jogada de Roger Gaúcho pela direita, o meia fintou o marcador, e se preparou para finalizar, mas no último centésimo de equilíbrio em sua jogada, acabou sendo atrapalhado pelo jogador adversário, e ganhou a falta na entrada da área. Marcos foi para a cobrança, mas tentou enfeitar demais e de nada adiantou.

Imagem: Globo Esporte

Jael foi acionado na entrada da área aos 14', usou seu corpo para proteger a bola, mas quando foi tentar finalizar com a perna direita, foi travado por Adalberto, e o árbitro marcou falta. No minuto seguinte, Jael foi para a cobrança da falta e soltou um torpedo no ângulo direito de Juliano, que nada pôde fazer. Joinville 1 a 0 no Rei Pelé.

O Galo necessitava demais no gol de empate. Luidy começou a ser vaiado toda vez que tocava na bola. A torcida estava insatisfeita com o jogador que logo após ser negociado com o Corinthians, parece estar com o pensamento em outro lugar.

De tanto tentar, finalmente o empate do Regatas. Aos 41' Roger Gaúcho corria pela esquerda no setor de meio-campo, até que um marcador do Joinville cortou errado e acabou dando o passe para Neto Baiano, que estava impedido e acabou atrapalhando o auxiliar, achando que o passe partiu dos pés de Roger Gaúcho. Então, Neto Baiano recebeu a bola, e ao entrar na área encheu o pé esquerdo para finalizar forte e alto para o gol, empatando a partida no Rei Pelé, 1 a 1.

Segundo tempo

Logo no início do segundo tempo, a bola estava quase dominada por zagueiro e goleiro do Joinville, até que Neto Baiano foi mais ágil que ambos, e acabou tirando a bola de disputa, ao tocar na bola, o camisa 9 regatiano acabou sendo derrubado pelo goleiro do adversário, sendo assim, pênalti para o Galo. Neto foi para a cobrança, e com um chute forte virou a partida no Rei Pelé. CRB 2 a 1.

Welinton Júnior, Assisinho entraram, após mudança tática de Mazola, que viu a necessidade de ter jogadores de velocidade para os contra-ataques que iriam acontecer pela frente. Assisinho teve oportunidades, mas não concluía. Já Welinton Júnior tentava do seu jeito ajudar o CRB, por mais que não conseguisse, sempre tentava.

Aos 25' do segundo tempo, Juliano deitou no gramado e pediu para ser substituído. Bruno entrou em seu lugar, e pouco foi exigido. Adalberto e Gabriel estavam precisos no setor defensivo, ganhando a maioria das disputas aéreas. No final da partida, foram aplicados cinco minutos de acréscimo, mas nada aconteceu e o jogo terminou. Vitória do CRB em casa por 2 a 1.

Próximo compromisso

Agora o Galo vai para Goiânia, onde irá enfrentar o Goiás às 21h30 (horário de Brasília). No Serra Dourada, o CRB disputou duas partidas pela Série B deste ano, vencendo as duas de virada por 2 a 1. Neste jogo, Zé Carlos e Gérson Magrão voltarão ao plantel e estarão a disposição de Mazola para a partida. O Galo com a vitória de hoje chega aos 49 pontos na sétima colocação, ficando apenas a três pontos do quarto colocado (Londrina). 

O CRB com os dois gols marcados na noite deste sábado, chegou aos 49 marcados. A equipe agora lidera o ranking de clubes com mais gols feitos, mas fica em segundo lugar entre as equipes que mais sofreram gols. 

Tamanha eficiência dos jogadores do setor ofensivo e defensivo aliviam ao torcedor. Se na parte ofensiva, o time é o melhor da competição, na parte defensiva não agrada tanto. Em apenas três partidas a defesa regatiana passou em branco, enquanto o ataque passou em branco apenas em quatro oportunidades.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.