Header Ads

De mal a pior, Sampaio sofre virada em Belém e está mais perto da Série C

O Sampaio Corrêa foi a Belém enfrentar o Paysandu, no Estádio Mangueirão, na tarde de ontem (29), pela 33ª rodada da Série B. O tricolor maranhense até saiu na frente no placar, mas acabou sofrendo a virada. A derrota por 2 x 1 diminuiu as esperanças de saída da zona de rebaixamento.

Sampaio perde para o Paysandu e está ainda mais próximo da Série C (Foto: paysandu.com.br)


O primeiro lance de importância do jogo foi protagonizado pelo árbitro Emerson de Almeida Ferreira. Ele marcou pênalti em uma disputa normal de bola entre Rodrigo Ramos, goleiro do Sampaio, e um jogador do Paysandu. Após uma longa discussão, ele acabou voltando atrás na marcação, pelo bem do futebol.

Um minuto depois, a Bolívia Querida abriu o placar no Mangueirão. Luiz Otávio deu um bico para frente e Edgar tocou de cabeça para Thiago Santos, que ganhou na disputa de corpo com o zagueiro e finalizou no canto, na saída de Emerson, que ainda tocou de leve na bola.

Não houve muito tempo para comemorar, pois o Paysandu tratou logo de empatar a partida. Aos 15’, João Lucas cruzou da esquerda e Rivaldinho, entre a defesa, subiu sozinho para cabecear para o gol.

O segundo tempo começou a todo vapor. Aos 7 minutos, Edgar fez uma ótima jogada pela esquerda, levou a bola para a linha de fundo e cruzou para Thiago Santos, que chegou finalizando junto com o defensor adversário, mas defendeu brilhantemente à queima roupa. No contra-ataque gerado por esse lance, o Paysandu chegou ao seu segundo gol. Leandro Cearense recebeu na direita, invadiu a área e finalizou por entre as pernas de Rodrigo Ramos para o fundo da rede.

Aos 11 minutos, Thiago Santos invadiu a área pela esquerda e finalizou para fora com muito perigo, na saída de Emerson. Aos 24’, Esquerdinha, estreando com a camisa do Sampaio, cruzou da esquerda e a bola caiu nos pés de Pimentinha. Ele limpou a jogada, mas finalizou fraco para a fácil defesa de Emerson. Nos acréscimos, Tiago Luís arriscou um chute forte de longe e o goleiro tricolor defendeu em dois tempos.

No primeiro tempo, o Sampaio marcou muito forte, não dando espaço para o adversário jogar, mas não conseguiu produzir grandes chances de gol. Chegou a abrir o placar, mas em uma falha defensiva, na qual o atacante bicolor ficou sozinho entre Héverton e Esquerdinha, acabou sofrendo o empate. E convenhamos que tomar um gol de Rivaldinho é de um amadorismo sem tamanho.

No segundo tempo, o tricolor voltou mais disposto a mudar o panorama do jogo, mas como estava desenhado desde o início dessa segunda etapa, o Paysandu esperava o momento certo para um contragolpe mortal. E foi assim que saiu o gol da virada. Mal posicionada em alguns lances, a defesa do Sampaio tomou bola nas costas em várias oportunidades, principalmente pelo lado direito. Após sofrer a virada, o time maranhense ainda tentou igualar o marcador de todas as formas, mas a derrota foi inevitável.

Em uma rodada na qual quase todos os adversários diretos na luta contra o rebaixamento tiveram resultados negativos, o Sampaio desperdiçou mais uma chance de melhorar sua posição na tabela e alimentar as esperanças de uma reviravolta. Agora restam apenas cinco jogos para concluir o campeonato e as chances estão quase esgotadas.

No próximo sábado (5/11), a Bolívia Querida receberá o Joinville, às 17h, no Estádio Castelão, em São Luís. As duas equipes precisam da vitória, pois lutam contra o rebaixamento. Perder ou empatar está fora de cogitação para ambas, senão a queda será dada quase como certa.

FICHA DO JOGO:
PAYSANDU 2 X 1 SAMPAIO CORRÊA

Local: Estádio Mangueirão, Belém (PA)
Data: 29 de Outubro de 2016
Hora: 17h (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira
Cartões amarelos: Gustavo Marmentini (Sampaio Corrêa)
Gols: Rivaldinho, aos 15’ 1ºT, e Leandro Cearense, aos 8’ 2ºT (Paysandu); Thiago Santos, aos 11’ 1ºT

Paysandu: Emerson; Roniery, Fernando Lombardi, Pablo (Domingues) e João Lucas; Augusto Recife, Lucas (Cleiton), Jhonnatan e Tiago Luís; Rivaldinho (Bruno Veiga) e Leandro Cearense. Técnico: Dado Cavalcanti

Sampaio Corrêa: Rodrigo Ramos; Éder Sciola, Luiz Otávio, Héverton e Esquerdinha; Diogo Orlando, Diego Lorenzi, Hiltinho e Gustavo Marmentini; Edgar e Thiago Santos. Técnico: Flávio Araújo

Marcos Fernandes || Twitter: @poetafernandes
Linha de Fundo || @SiteLF 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.