Header Ads

Eliminação compreensível, mas sinal amarelo ligado

Em partida válida pelas oitavas de final da EFL Cup, o Tottenham visitou o Liverpool nesta terça-feira (25), em Anfield. Em condições normais, era de se esperar um grande jogo, mas as escalações mostraram o "desleixo" dos técnico com uma competição que realmente não é tão importante para ambos.
Os Spurs somaram mais um jogo sem vencer e precisam reagir rápido (Action Images via Reuters)
Com vários poupados, era a oportunidade de acompanhar aqueles que não vem atuando com frequência, sobretudo os que podem dar frutos em um futuro próximo. Entretanto, pelo menos quatro jogadores que já atuaram entre os titulares nesta temporada apareceram no onze inicial, que foi alinhado no 4-2-3-1  Vorm; Trippier, Carter-Vickers, Wimmer e Davies; Dier, Winks, Onomah, Carroll e Nkoudou; Janssen.

O JOGO

Os primeiros minutos foram de um jogo morno e sem nenhuma equipe impôr superioridade sobre a outra. Até que, aos 9 minutos, Nkoudou escorregou, Grujic recuperou a bola no campo de ataque e cruzou para Sturridge, que empurrou para as redes e inaugurou o marcador. 

No minuto seguinte ao gol, novamente Sturridge participou da jogada ofensiva e incomodou Vorm, que precisou fazer uma bela defesa de mão trocada. Aos 17', Origi puxou contra-ataque e deixou Sturridge em ótimas condições para aumentar a vantagem, mas o ataque inglês bateu fraco e Vorm segurou firme.


Janssen foi o responsável pela melhor chance dos Spurs na primeira etapa (Foto: Reuters)
O Tottenham demorou para se encontrar na partida e só conseguiu criar uma boa chance aos 32', quando Janssen aproveitou o cruzamento da direita e bateu cruzado, fazendo Mignolet trabalhar pela primeira vez. No fim da primeira etapa, a equipe londrina até conseguiu ter superioridade na posse de bola, mas não incomodou o goleiro belga e o primeiro tempo terminou mesmo 1 a 0.

Na volta do intervalo, o Tottenham voltou sem alterações e com a mesma postura, sendo pouco criativo na parte ofensiva. Do outro lado, Vorm provava que era o melhor da sua equipe na partida e salvou o time novamente em um chute de Origi, aos 14 minutos.

Entretanto, o goleiro holandês nada pôde fazer, quando a defesa deixou espaço e permitiu que Sturridge arrancasse com liberdade do meio campo. Após contra-ataque mortal, o atacante inglês finalizou bem a jogada, fazendo o seu segundo gol e o segundo do Liverpool.


Janssen descontou para os Spurs na cobrança de pênalti (Foto: Action Images via Reuters)
O comandante argentino promoveu duas alterações na segunda etapa: Lamela e Wanyama entraram nos lugares de Carroll e Dier, respectivamente. Mesmo com pouco tempo em campo, Lamela foi o responsável por trazer as esperanças dos Spurs de volta, cavando um pênalti. Na cobrança, Janssen converteu e colocou o time de volta na partida, aos 30 minutos.

Restando pouco mais de 15 minutos, era de se esperar que o time londrino pudesse pressionar o adversário, afim de pelo menos empatar e levar a decisão para a prorrogação. O placar de 2 a 1, contudo, permaneceu e o time teve que se contentar em voltar para casa com a eliminação na bagagem, aumentando o jejum de jogos sem vencer para quatro partidas.

Convenhamos que, a EFL Cup estava longe de ser uma das principais ambições do clube na temporada, mas o sinal amarelo deve ser ligado depois de um sequência ruim, para que possa brigar pelos seus reais objetivos na temporada. No próximo sábado (29), o Tottenham tentará se reabilitar no White Hart Lane, onde receberá o atual campeão inglês, o Leicester.


#COYS

Por: Marcelo Júnior

Twitter: @marcelinjrr / @SiteLF / @PLBrasil_LF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.