Header Ads

Existe vida na defesa

Neste sábado (01), o Bayer Leverkusen recebeu o Borussia Dortmund, na BayArena, pela 6ª rodada da Bundesliga. O confronto que colocou frente à frente terceiro e segundo colocados da última edição campeonato, estava carregado de expectativa por um bom futebol por parte das duas equipes, mas trazia um leve favoritismo para o time visitante se fosse levada em conta a atual fase do time aurinegro com a instabilidade do Werkself.
 Time do Bayer Leverkusen comemorando o primeiro gol da partida (Foto: site goal)
Entretanto, a tal instabilidade não deu as caras nessa partida. Os incontáveis erros ocorridos até agora na temporada pelo Leverkusen, deram lugar a uma equipe madura, segura de suas ações e eficiente nos momentos cruciais. 

O placar de 2 a 0 foi construído de maneira sólida: os leões começaram o jogo pressionando muito bem os visitantes, e tiveram resultados rápidos com Mehmedi aproveitando escanteio cobrado por Çalhanoglu, para abrir o placar, aos 10 minutos; E mais tarde, mataram a partida após Dortmund se abrir para buscar o empate, dando oportunidade para a equipe da casa encaixar um belo contra-ataque, orquestrado por Volland e Çalhanoglu, com o turco dando sua segunda assistência na partida ao encontrar Chicharito, que livre matou o jogo, aos 34 da etapa final.

O setor ofensivo da equipe com certeza foi muito bem, criando boas oportunidades o jogo todo e tendo muita competência para definir a partida. Mas a melhor das notícias foi sem sombra de dúvidas, a aula dada pela contestada defesa. Após oito jogos sofrendo de erros coletivos e individuais, o sistema defensivo foi soberano frente ao prolífico ataque do Borussia. 

Os destaques dessa atuação memorável ficam por conta do zagueiro Jonathan Tah e do lateral Benjamin Henrichs; Ambos fizeram uma partida impecável ao cuidar da ofensiva adversária, principalmente anulando o sempre perigoso Aubameyang, ao frustrarem tanto suas jogadas em velocidade pelo lado de campo com a cobertura de Henrichs, como suas infiltrações na área por meio dos botes precisos de Tah. Outro ponto importante a ser destacado no miolo de zaga é a boa partida de Toprak, que vinha em má forma neste início de temporada, mas voltou a atuar bem e foi importante ao liderar os jovens defensores do Werkself ao triunfo.
  O jovem zagueiro Jonathan Tah foi perfeito na marcação de Aubameyang (Foto: site goal)

Fato é que, ao final da partida na BayArena, os torcedores tiveram uma amostra do que essa defesa tem a oferecer, ao barrar um dos ataques mais criativos da Europa e, assim, dar suporte ao restante da equipe para conquistar os 3 pontos. Pela primeira vez na temporada o torcedor viu seu time funcionar como um todo, o que empolga para a sequência dos jogos que virão. 

Mas eu recomendo a este mesmo torcedor que mantenha seus pés no chão, pois apesar de acreditar no potencial desse setor defensivo, só o tempo dirá se Roger Schmidt realmente achou a resposta para seus problemas, ou se o a exibição do último fim de semana foi só mais um ponto fora da curva na inconstante campanha dos leões nessa temporada.

Por: Victor Raimundi // Twitter: @V_Raimundi

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.