Header Ads

FC Porto vence a primeira na Champions, no apagar das luzes

O FC Porto conquistou uma vitória heroica na Bélgica. Os portistas venceram o Club Brugge, por 2x1, de virada, aos 92 minutos. Os gols da equipe portuguesa foram marcados por Layun, num grande remate de fora da área e André Silva, de pênalti. Com os três pontos somados, os Dragões foram a quatro pontos no Grupo G que está liderado pelo Leicester, com nove. Em segundo, está o Copenhagen pelo saldo de gols, mas tem a mesma pontuação dos tripeiros. Já os belgas seguem sem pontuar. Foram estimados dois mil portistas no Estádio para acompanhar o clube da cidade invicta.

Era um jogo bastante decisivo para as pretensões das duas equipes na UEFA Champions League. Os mandantes ainda não somavam pontos na Competição e o FC Porto um dos favoritos do grupo, só tinha um empate e uma derrota. A equipe mandante começou a partida intensamente, o goleiro Iker Casillas foi exigido duas vezes antes do Brugge abrir o placar, aos 12 minutos da primeira etapa. Os belgas encontrava uma enorme facilidade para atacar no lado direito da defesa dos tripeiros.

Os portistas não faziam um bom jogo. O zagueiro Felipe (ex-Corinthians) errou sete passes só na primeira etapa. Hector Herrera também teve um rendimento bastante abaixo do que se espera. O capitão do Porto foi um dos alvos dos adeptos no primeiro tempo, deu um bom chute e um bom cruzamento para a cabeçada de Marcano, mas  dava muitos passes para trás e errava bastante quanto tocava para frente. O atacante Diogo Jota e o meio campista Oliver Torres tiveram atuações discretas. Danilo foi um dos que se salvaram na primeira metade do jogo, com sete desarmes.

Na segunda parte, o Club Brugge começou mais uma vez dando susto nos torcedores do FC Porto. Num perigoso chute cruzado, por pouco os belgas não ampliaram a vantagem, sempre que iam ao ataque, levavam perigo aos portistas. Com a entrada dos atacantes Corona e Brahimi no lugar de Herrera e Jota, a equipe portuguesas melhorou bastante, ambos tem que ser titulares. Os Dragões cresceram no jogo, chutes do mexicano Layun e do argelino Brahimi em sua primeira jogada foram parados pelo goleiro italiano Butelle.

Mas, a melhor chance portista antes do gol foi com o brasileiro Otávio, que por sinal vem crescendo a cada partida. Depois de uma boa tabela com o sumido André Silva, ele chutou cruzado e a bola passou muito perto do gol. Porém, o camisa  número 25 do FC Porto continuou tentando, dessa vez, Otávio fez um excelente passe para Layun que encheu o pé, como de costume e empatou o jogo, num golaço. No fim, André André entrou no lugar do esgotado Otavinho.
Fonte: Site Oficial do FC Porto


Quando o jogo se encaminhava para o fim, Jesus Corona decidiu fazer o que faz de melhor que é partir para cima da marcação. O mexicano é muito liso e veloz, ao fazer o drible para cima do marcador, acabou sofrendo pênalti, muito bem marcado por sinal. O artilheiro André Silva bateu de um lado, o goleiro caiu para o outro e o FC Porto virou  a partida, aos 92 minutos, lembrando a todos algo memorável contra os rivais vermelhos, 2x1, de virada e aos 92...

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.