Header Ads

Série D: Um triste fim para uma campanha surpreendente do CSA

Não era dessa maneira que o torcedor do CSA esperava terminar sua noite de sábado. Após uma atuação vergonhosa em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, o time Marujo foi goleado pelo time da casa pelo placar de 4x0.

O curioso é que Oliveira Canindé havia alertado durante toda a semana  sobre pequenos erros que poderiam definir a partida. Dito e feito, foi exatamente isso que aconteceu. Erros displicentes fizeram o CSA se afundar cada vez mais no confronto e o sonho do título voar para cada vez mais longe. O atacante Obina e o goleiro Pantera complementaram o vexame com lances patéticos .

O JOGO:

(Créditos:Henrique Pereira/Rádio Pajuçara FM)
Primeiro tempo

O jogo começou muito bom no Raulino de Oliveira, digno de final. CSA e Volta faziam um duelo equilibrado e com os donos da casa pressionando, mas também com um CSA sabendo se impor diante do adversário.


Tudo parecia estar indo bem até a metade do primeiro tempo, quando tudo começou a dar errado para o time Azulino. Aos 26 minutos, Dija Baiano recebeu passe excelente em profundidade e, cara a cara com Pantera, fez o primeiro do time da casa. Na sequência, Marcos Júnior apareceu livre e, de cabeça, fez o segundo do jogo, 2x0 Volta Redonda.

Os gols sofridos abalaram o CSA, que não sabia como lidar com o placar negativo. Um dos lances mais bizarros do jogo estava por vir e, aos 38 minutos, em uma bola consideravelmente fácil para o goleiro efetuar a defesa, saiu o terceiro do Volta. David Batista aproveitou o vexamoso erro de Pantera, que soltou a bola e deu um enorme presente para o atacante.

Com 3x0 no placar, o desespero do lado Azulino era notável, já que a equipe não conseguia se impor ao placar negativo e foi para o intervalo com a difícil e praticamente impossível missão de reverter o placar no segundo tempo.

Segundo tempo

Oliveira Canindé promoveu mudanças no time no intervalo e Marcelo Nicácio entrou no lugar de Didira, que mais uma vez não demonstrou metade do que o torcedor Azulino espera de seu futebol.

Aos 5 minutos, mais um lance vergonhoso para o CSA no jogo. Para entrar na lista de lances bizarros, Jônatas Obina recebeu excelente lançamento dentro da grande área e, cara a cara com o goleiro Mota, ele simplesmente furou a bola e perdeu umas das melhores chances de gol do time Marujo.

O CSA estava nitidamente perdido em campo e tentava um gol a qualquer custo, sem pensar e sem estrategia. O time se deixou levar pela ansiedade e não conseguia criar boas oportunidades.

Para finalizar o vexame e concretizar o Volta Redonda como campeão da Série D, aos 21 minutos Marcos Júnior aproveitou mais um vacilo de Pantera para fazer o quarto e finalizar o massacre no Rio de Janeiro. Com 4x0 no placar, o dono da casa soube aproveitar bem a vantagem e administrou até o apito final.

Assim terminou a campanha do CSA na Série D de 2016. Uma equipe que brilhou longe dos holofotes e conseguiu chegar onde poucos achavam que conseguiria. O objeto do ano foi conquistado e o tão sonhado acesso a Série C de 2017 veio. Porém, é evidente que o torcedor e o time queriam o título brasileiro inédito.

Parabéns Voltaço! Força Azulão!

Lucas André || @luc4s_andre
Linha de Fundo || @Site LF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.