Header Ads

O Schalke de 2016 e o que esperar de 2017

O que o torcedor do Schalke espera para 2017? Bom, é uma ótima questão. Mas para pensar nisso, é necessário ver os erros e acertos e analisar a campanha deste ano que está terminando. O ano de 2016 foi repleto de decepções e vexames, assim como alguns outros no passado recente.

O time não engrenou, seja lá qual for o técnico. No fim da temporada 2015-16, foi comandado por André Breitenreiter, que o premiou com apenas uma vaga para a Europa League em uma campanha de altos e baixos. O Schalke entrou em 2015 com boas chances de se classificar à Champions e fazer uma boa campanha na Europa League, enquanto na Copa da Alemanha já havia sido eliminado.

Markus Weinzierl (Reprodução: Site oficial do Schalke 04)
Após a eliminação vergonhosa diante do Shakhtar, entre altos e baixos conseguimos segurar a quinta colocação da Bundesliga nas últimas rodadas, graças às vitórias cruciais diante de Hannover e Hoffenhein. Após o término, Horst Heldt (gerente) e André Breitenreiter (técnico) saíram, dando uma perspectiva de renovação. Ambos foram substituídos por Christian Heidel e Markus Weinzierl, respectivamente.

Além destas mudanças, o Schalke saiu em busca dos reforços e conseguiu jogadores pontuais, como Embolo que fez ótima Eurocopa e Naldo experiente. Além de Konoplyanca, Bentaleb, Stamboulli, Coke e Baba Rahman. A princípio, o objetivo inicial era a classificação para a principal competição europeia, mas as coisas não aconteceriam como o planejado...

Breel Embolo em ação pelo Schalke (Reprodução: Site oficial do Schalke 04)
Com um início ruim na Bundesliga, o Schalke emplacou uma série de cinco partidas sem vencer, o que fez com que o time se distanciasse do pelotão da frente e ao menos nas primeiras rodadas as posições na tabela fosse decepcionante. A primeira vitória veio apenas na sexta rodada, com uma atuação de gala de Breel Embolo - que anotou dois gols -, goleou o Borussia Mönchengladbach, por 4-0. No entanto, a empolgação com o novo atacante durou pouco, já que no jogo seguinte saiu lesionado.

O time de Gelsenkirchen seguiu em disparada após essa vitória. A partir daí, construiu uma série invicta de 12 partidas sem perder, contando partidas das três competições que o time disputava no momento. Mas a série foi interrompida de forma rude pelo Leipzig e com contribuição do juiz caindo na malandragem de Tino Werner. Depois disso, em nenhuma ocasião o time de o Schalke saiu com os três pontos, caindo para a décima primeira colocação.

Nas duas outras competições que o Schalke disputa o time vai bem. Na Europa League teve uma das melhores campanhas e provavelmente terá caminho fácil diante do PAOK. Já na Copa da Alemanha, após eliminar o Nurnberg, enfrentará o Sandhausen e é cotado como favorito para passar de fase. Alguns torcedores sem tanta paciência talvez já coloquem a culpa do desempenho no técnico. Claro, ele errou em escolhas e escalações, mas é necessário lembrar que o time sofreu muito com lesões. No ataque, por exemplo, os três jogadores que são referência dentro da área estão machucados e só voltam em 2017.

Última decepção do ano, derrota diante do Hamburgo (Reprodução : Site oficial do Schalke 04)
O Torcedor Azul-Real pode e deve esperar um ano melhor que o que estamos nos despedindo. Claro que um trabalho novo não tem frutos de um dia para o outro, mas o caminho já está sendo traçado. O time já tem uma formação tática definida, o 3-5-2, que trouxe uma boa série invicta e uma segurança defensiva melhor é um ponto positivo visto à dificuldade de encontrar um padrão tático nos últimos anos. Outro ponto positivo é a renovação, garotos como Avdijav e Kehrer estão tendo oportunidades e provavelmente alguns jogadores mais velhos estejam de saída do time como Huntelaar e Aogo.

Na Bundesliga, resta ao Schalke correr atrás de ao menos uma vaga na segunda competição mais importante da Europa, já que a primeira ficou mais complicada. Porém, a chance de levantar algum caneco ainda existe - a Liga Europa e Copa da Alemanha estão aí e os mineiros são alguns dos favoritos em ambas. Mesmo sendo considerado por muitos como de segundo escalão, voltar a conquistar um título seria muito bem-vindo à gloriosa história do clube.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.