Header Ads

Só Diego salva

No último sábado (17), o líder da Premier League enfrentou o Crystal Palace, fora de casa. O Chelsea vinha em busca de mais uma vitória e abrir naquele momento, nove pontos de vantagem para seus adversários, já que abriria a rodada e apenas assistiria o resto dos jogos. O Palace buscava se recuperar após perder em casa para o Manchester United no meio da semana.

Com 13 gols, Diego se isola na artilharia do campeonato. Fonte: Reuters
Como todos já sabem, os Blues vieram a campo com seu tradicional 3-4-3, mas em relação à vitória contra o Sunderland na metade da semana, Conte promoveu duas alterações: Fabregas deu lugar a Matic e Hazard voltou a ser titular, depois de um curto período de lesão. Courtois; Azpilicueta, David Luiz e Cahill; Moses, Kante, Matic e Alonso; Willian, Hazard e Diego Costa.

O primeiro tempo foi muito truncado e poucas chances de gol, o Palace veio com a proposta clara de se defender e buscar a velocidade no contra ataque. E o contestado treinador dos Eagles, Alan Pardew, montou uma retranca muito difícil de ser furada. Durante toda à primeira etapa, o Chelsea rondou à área dos mandantes, tocou a bola, buscou infiltrações, mas sem sucesso. Quando Hazard foi buscar a bola no pé dos zagueiros, lançou Azpilicueta que cruzou na medida para Diego Costa, ao seu melhor estilo, protegendo dos zagueiros, cabecear no contra pé do goleiro Hennssey, e abrir o placar. 

O 3-4-3 de Conte graças a mais um gol de Diego, mantém o Chelsea na liderança. Fonte: Reuters
Com o gol sofrido aos 43 do primeiro tempo, o Palace teria de mudar sua estratégia pro segundo tempo, e durante os primeiros 15 minutos, foi melhor e dominou seu rival. Observando que seu time não conseguia ter a bola e esfriar o adversário, Conte sacou Willian e colocou Fabregas no jogo. Com a mudança, o Chelsea voltou a dominar a posse de bola, graças a qualidade de passe e saída de jogo que o meia espanhol deu aos Blues, Alonso carimbou a trave em cobrança de falta, mas o placar não mais se alterou.

De fato não foi uma atuação brilhante do Chelsea, mesmo podendo no segundo tempo, ter ampliado a vantagem. Porém, em jogos come esse, o mais importante é vencer e Antonio Conte mostra que monta seu time para fazer isso independente de como o time esteja jogando, a defesa segue muito sólida, apenas dois gols sofridos em 11 jogos e quando está difícil entrar, resta confiar em Diego Costa, que mais uma vez deu os três pontos ao Chelsea. Na próxima rodada o Chelsea enfrenta o Bournemouth, em casa, sem Diego Costa que está suspenso pelo excesso de cartões amarelos, buscando manter os seis pontos de vantagem.  

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.