Header Ads

Emoção em dobro: jogo no rádio e gol no final

Se você tiver problema no coração, não ouça jogo no rádio. Ainda mais se for jogo do Paraná. Uma combinação da emoção da narração do locutor de rádio combinado com esse time que nos faz sofrer até quando está ganhando (relembrando aquele 4x0 no CRB que virou um 5x3), nunca vai dar certo.

Quando tenho que ouvir jogo do Paraná na rádio, já fico nervoso. Odeio quando o jogador finaliza e o locutor respira fundo para anunciar se foi fora, trave, gol, defesa, ou seja, lá o que for. A minha sorte é que eu não tenho problema no coração, se não eu já estaria no hospital depois desse jogo.

Paraná conseguiu um empate aos 46 minutos do segundo tempo. | Miguel Pessoa/Estadão Conteúdo
Paraná sofre, mas classifica com gol nos acréscimos (Foto: Miguel Pessoa/Estadão Conteúdo)
Depois de poupar os titulares no Paratiba do domingo passado (05), Paraná entrou com o time considerado titular para a disputa da primeira fase da Copa do Brasil. O que não funcionou no começo do jogo. Entrando em campo com o time recuado, o São Bento pressionou o Tricolor nos minutos iniciais e conseguiu o gol após uma falta cobrada por Itaqui, que mandou a bola no ângulo de Léo, aos 23 minutos.

A partir do gol do time da casa, o Paraná iniciou seus avanços ao ataque. A melhor chance do primeiro tempo veio com Ítalo em um chute cruzado para a defesa de Rodrigo Viana. No final da primeira etapa, o Bentão voltou a ter chance, mas não concluída.

O segundo tempo foi de total domínio Tricolor, que ofereceu muito perigo com Renatinho no primeiro minuto. Logo depois, Wagner Lopes colocou Alex Santana no lugar de Gabriel Dias e um pouco mais tarde, Matheus Carvalho estreou entrando no lugar do apagado Jonas Pessalli. As duas substituições funcionaram e o Paraná começou a atacar cada vez mais.

Um milagre após o outro fazia o goleiro Rodrigo Viana. Airton, Ítalo, Diego Tavares e Renatinho: Todos pararam nas ótimas defesas do goleiro rival. Quando ele não defendia, os jogadores do Paraná erravam o alvo. Foi assim o segundo tempo inteiro. Até que, aos 46 minutos, Guilherme Biteco encontra Diego Tavares e cruza para o gol de Renatinho após o goleiro Rodrigo Viana, que estava pegando tudo, deixar passar pela área: 1x1 e classificação garantida.

O Tricolor esperava o vencedor de Sergipe e Bahia, que jogam quinta-feira da próxima semana. Lembrando que o também será jogo único, mas independente do adversário, o jogo será em Curitiba (decidido por sorteio). Também é válido lembrar que se empatar, o jogo vai para os pênaltis, ao contrário do que acontece na primeira fase.

Se tiver um final feliz sempre, pode fazer a torcida sofrer assim na Série B inteira. PRa cima deles, TRICOLOR!

MELHOR DA PARTIDA

Renatinho, autor do gol heroico que deu a classificação ao Tricolor (Foto: Paraná Clube)
Sem dúvidas, Renatinho foi o melhor da partida. O homem do meio do Paraná, aparecendo em quase todas as jogadas, articulando-as, concluindo para o gol, cruzando, batendo todas as bolas paradas. Quem é Ronaldinho perto de Renatinho?

PRÓXIMO CONFRONTO

A próxima partida do Tricolor é pelo Campeonato Paranaense, contra o J. Malucelli, na Vila Capanema. A partida acontecerá às 17h do próximo domingo. Se ganhar a partida, o Tricolor retoma a liderança do estadual, haja visto que o Jotinha é o líder da competição. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.