Header Ads

Não consigo enxergar a luz no fim do túnel

A situação é crítica, calamitosa. Na tabela a distância do primeiro time fora da zona de rebaixamento não é inatingível, porém, as atuações do Palace não indicam nada que possa mudar o cenário que se apresenta atualmente.

A cena é cada vez mais comum, gol sofrido e derrota na conta. Reprodução/Twitter Oficial do Crystal Palace.
Big Sam ainda não se provou como técnico principal das Águias do sul de Londres, após oito partidas, míseros quatro pontos conquistados. Até que a vitória na 23ª rodada deu uma esperança, esperança esta que se esvaiu novamente em duas rodadas. Realmente, como as coisas se apresentam, não consigo mais enxergar a luz no fim do túnel.

Na tarde de sábado (11), em um ambiente difícil para o Palace, mas contra um adversário que historicamente na Premier League era favorável às Águias de Croydon. Antes deste encontro, outros sete jogos foram realizados, com cinco vitórias do Palace e apenas uma para o Stoke. Neste contexto, o Crystal que foi a campo contou com: Hennessey, Ward, Tomkins, Delaney, Van Aanholt, Milivojevic, McArthur (Remy), Zaha (Schlupp), Puncheon (Cabaye), Townsend e Benteke.

O Stoke começou partindo para cima, Hennessey apareceu em finalização de Arnautovic logo há 10 minutos. O primeiro tempo foi bem justo e ambas as equipes tiveram suas oportunidades para abrirem o marcador. A melhor oportunidade do Palace na etapa inicial foi na finalização de Van Aanholt, que não foi capaz de tirar o 0-0 do placar.

Basicamente o segundo tempo começou semelhante à etapa anterior, sem muitas chances claras de gol. Na primeira oportunidade de gol e praticamente a única durante todo o restante da partida, o Stoke conseguiu romper o bloqueio do Crystal Palace. Com 22' da etapa final Allen concluiu após assistência de Ramadan, que se aproveitou do espaço na defesa do Palace para dominar já dentro da grande área e tocar para a finalização de primeira de Allen.

O Palace na base do abafa, sem mostrar organização na construção das jogadas, algo que, aliás, é dificuldade desde os tempos de Pardew e que com Allardyce só se tornou mais gritante, tentou fazer algo. Os chutes aconteciam, seis ao todo na partida, um apenas no alvo e a má pontaria, pressa, desorganização e a situação delicada, não foram páreo para o Stoke, o final foi 1-0 para os donos da casa e uma dor de cabeça aguda para o torcedor do Palácio de Crystal.

Palace de Zaha novamente mostrou pouca criatividade e pecou nas finalizações. Reprodução/Twitter Oficial do Crystal Palace.
A distância para conseguir se livrar da zona de rebaixamento continua pequena, mas enquanto o Palace não vencer, ficará impossível deixar a incômoda colocação na tabela. A situação vai se complicando com o passar das rodadas, a cada final de semana é uma rodada a menos para escapar do retorno à Championship. Com a 25ª concluída para o Crystal, o saldo é de 19 pontos em 75 possíveis (5V - 4E - 16D) e um 19º lugar na Premier League 2016/17.

Próxima partida do Crystal Palace pela Premier League:
25 de Fevereiro - 15h (hora Brasília) - Selhurst Park.
Crystal Palace x Middlesbrough.

Por: @carlosjr92educa
Carlos Alberto de Sousa Júnior - Colunista do Crystal Palace.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.