Header Ads

Relembre como foi a passagem de Lukas Podolski pelo Arsenal

Há pouco mais de uma semana, foi disputado em Dortmund um amistoso entre os donos da casa contra a Inglaterra. A partida em si ficou em segundo plano, afinal o jogo marcava a última vez de Lukas Podolski com a seleção alemã. Despedidas nunca são desejáveis, mas felizmente, essa teve um final feliz.

Por si só, o jogo não foi uma grande exibição de ambas as equipes, mas ainda sim era a última chance de vermos Lukas com a camisa 10 germânica, e mesmo em sua despedida, Poldi nos presenteou com um LEGITIMO GOLAÇO, através de um chute que teve como endereço a gaveta esquerda do goleiro Joe Hart. Foi o tento da vitória, que serviu para sacramentar de forma mágica o vitorioso ciclo de Podolski com a camisa de sua seleção nacional, além de emocionar não apenas os torcedores que encheram o Signal Iduna Park para assisti-lo, mas também todos os fãs e apreciadores do futebol de Poldi ao redor do mundo.

O jogo contra a Inglaterra foi seu último de incríveis 130 que fez pela Alemanha, totalizando 13 anos de serviço. Hoje com 31 anos, o que não falta em sua bagagem é historia boa pra contar. Seu sucesso meteórico com o Colônia o proporcionou voos maiores, como defender o maior clube do país, o Bayern de Munique. Em Munique, no entanto, não foi bem e após alguns anos retornou ao clube que o revelou. Em seu regresso ao Colônia, voltou a se destacar e ser protagonista e mais uma vez teve a chance de elevar seu patamar de clubes. Dessa vez o alemão foi parar em Londres, onde se tornou jogador do Arsenal. Pelos Gunners, também não conseguiu apresentar o futebol que todos esperavam. Após deixar o Arsenal, Lukas ainda teve curta passagem pela Internazionale de Milão e atualmente defende as cores do Galatasaray. Tudo isso enquanto defendia a seleção alemã, claro, onde ganhou até Copa do Mundo, em 2014.

Na onda do último adversário de Poldi pela seleção, vale relembrar seu período no futebol inglês. Mais especificamente, dos quase três anos em que o atacante polaco-alemão vestiu a camisa 9 do Arsenal.

"o atacante polaco-alemão vestiu a camisa 9 do Arsenal". (Foto: AP)
Como já dito, Lukas chegou ao Arsenal depois de seu grande sucesso pelo Colônia. Sua primeira temporada no Emirates Stadium foi a de 2012-13. Sua estreia ocorreu justamente contra seu antigo clube, em um jogo amistoso que terminou 4-0 para o Arsenal com direito a dois tentos de Poldi. Em sua temporada de estreia com Gooner os títulos não vieram, a titularidade idem e o rendimento de Lukas também oscilou bastante em determinados momentos, mas o atacante conseguiu contribuir com algumas boas atuações e com gols importantes, como o que anotou na vitória fora de casa contra Montpellier pela Champions League, gol esse que serviu para sacramentar a classificação do Arsenal para as oitavas de final da competição. De modo geral, seu primeiro ciclo não foi dos piores, mas também foi esteve longe de ser o que esperávamos.

Na temporada seguinte, logo de início Podolski foi forçado a vivenciar uma rotina muito comum para jogadores do Arsenal, a de frequentar o departamento médico do clube. Seu rendimento na então temporada foi similar à anterior: Inconsistente, mas com alguns (não muitos) momentos de brilhantismo. Foi nessa temporada que Poldi conquistou seu primeiro título com a camisa do Arsenal, a FA Cup 2013-14, depois de uma emocionante final contra o Hull City, na qual iniciou como titular. O título também serviu para encerrar um jejum de nove anos sem conquistas do clube londrino.

Assim como seus companheiros de time e de seleção Mesut Özil e Mertesacker, Lukas começou a próxima temporada com status de campeão do mundo. Com folga prolongada devido ao sucesso na Copa, nenhum dos alemães do Arsenal disputaram a Communiy Shield de 2014, na qual o Arsenal saiu como campeão. Nessa temporada, Podolski jogou muito pouco e cansado de amargar no banco de reservas, foi emprestado para a Internazionale visando mais tempo de jogo e não voltou mais. E foi desse jeito que se encerrou sua época como Gunner, onde em duas temporadas e meia disputou "apenas" 82 jogos e marcou 31 gols.

Para muitos, Podolski é mais um daqueles casos de jogadores superestimados por serem carismáticos. Aqueles que sempre decepcionam quando todos esperavam que enfim chegariam lá. Sua passagem pelo Arsenal talvez seja um dos principais comprovantes dessa tese. De fato o alemão nunca atingiu o potencial que todos depositavam fé, mas sem duvidas é preciso respeitar e reconhecer seus feitos, afinal seja com carisma ou não, não é qualquer jogador que tem um curriculum como de Poldi.

Por: Matheus Moraes // Twitter: @mathmoraees

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.