Header Ads

A Série C nem é tão ruim assim...

O Náutico, após perder fora para o Boa Esporte, recebeu o Goiás, na Arena Pernambuco, na última noite de terça-feira (20). E na estreia do novo treinador Beto Campos e em um jogo cheio de gols, perdeu mais uma vez. O time segue sem vencer após 9 rodadas e o torcedor já começa a fazer as contas, o único hexacampeão pernambucano está a 8 pontos do primeiro time da zona do rebaixamento e para não cair terá que vencer 14 jogos de 29. Porém, com o futebol apresentado, o destino mais certo parece ser mesmo a série C. No ano passado a essa altura o rebaixado Sampaio Correa tinha 4 pontos, 2 pontos a mais que o timbu e terminou o campeonato com 27 pontos.
Tabela da Série B, Náutico a 8 pontos do CRB.
A defesa: Para continuar na Série B, a equipe alvirrubra vai ter que fazer ajustes na defesa, já são 19 gols sofridos(média equivalente a 2,1 por jogo). O sistema defensivo, que já era ruim com Nirley e Tiago Alves, ficou ainda pior com Aislan e Feliphe Gabriel. Isso ficou claro no jogo, o ataque produzia, mas a defesa oscilava e passava insegurança a cada ataque do Goiás. 

Nessa semana foram anunciados os reforços dos zagueiros Breno Calixto e do Léo Carioca que foi campeão gaúcho pelo Novo Hamburgo.
Sistema defensivo completamente bagunçado (Foto: Captura de tela)
O alvirrubro pernambucano tem que buscar o equilíbrio do time, pode até seguir fazendo gols, porém ainda vai tomar muitos se continuar assim. Esse é só um dos muitos problemas que o Beto Campos vai ter que resolver. Sem falar das laterais, que muitas vezes, nos jogos, os pontas acabam não recompondo e isso sobrecarrega os laterais, os deixando no mano a mano com os atacantes adversários. E isso, no futebol atual, é suicídio, principalmente do lado de Gilmar, no setor direito, que é um  jogador pesado e tem dificuldades na recomposição, só acompanha o lateral adversário até certo ponto.
Linhas distantes e uma recomposição lenta, laterais do Náutico sofrendo com falta de apoio (Foto: Captura de tela)
Erick: Dos pés do camisa 33 o torcedor alvirrubro confia que vem algo diferente, de longe se vê que é diferenciado, no um contra um é muito forte e  quase sempre ele leva vantagem sobre o jogador adversário. O Náutico precisa criar situações que o permita fazer esse tipo de jogada. Como, por exemplo, no segundo pênalti que o Náutico sofreu na série B e, mais uma vez ele não bateu, o pênalti foi desperdiçado.

Jogo: No primeiro tempo o jogo mal começou e mais uma vez o Náutico começou atrás do placar, parece que todo jogo o time já entra em campo perdendo. Em trapalhada da zaga, Carlos Eduardo abriu o placar para o Goiás aos 2 minutos de jogo. Aos 27', o Náutico já mandava na partida e conseguiu um pênalti sofrido por Erick, mas a cobrança foi mal batida por Gilmar e o goleiro pegou.

Mesmo após o gol, o Náutico seguia criando jogadas, até que aos 39 do primeiro tempo, Amaral recebeu bola fora da área e cruzou, Everton Sena querendo tirar, acabou fazendo contra e o primeiro tempo terminou com um gostinho de que poderia ter saído com a vitória.

No segundo tempo houve um pênalti que não foi marcado em Erick, que acabou deslocando o ombro e o tirando da partida algum tempo depois. O timbu seguia tendo o controle do jogo até que mais uma vez falha da zaga, Tiago Cardoso não sabia se saía para socar a bola ou se ficava, Alex Alves deixa o Goiás de novo na frente. Foi quando o Goiás mais gostou do jogo, Beto sacou Giovani e colocou Iago no lugar dele, ou seja nada de 4-2-3-1 o treinador deixou o time com dois centroavantes e 2 pontas, perdeu muito meio campo.

Depois ele ajeitou tirando Erick e colocando Bruno Mota,  que entrou muito bem no jogo e participou do segundo gol tocando para Gerônimo, que entrou no lugar de Gilmar, só escorou para o terceiro gol de Vinicius no campeonato. E também em uma tabela que deixou Iago na cara do gol e ele demorou a definir e foi desarmado. O Náutico precisava de todo jeito da vitória e partiu para o ataque, e em outro contra ataque o Goiás matou o jogo.

O Timbu pega o Guarani no próximo sábado (24), no Brinco de ouro, às 19h00. Enfrentará uma equipe que briga pelo acesso a série A.

Por: Victor Tadeu - @victorrtadeu

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.