Header Ads

Guia da Copa das Confederações - Portugal

Por Matheus Raposo 


Resultado de imagem para portugal campeao da eurocopa
Portugal vem embalado pela maior conquista da sua história (Foto: Michael Reagan/Getty)
A seleção portuguesa chega para a Copa das Confederações como uma das favoritas a vencer o torneio. A equipe conta com Cristiano Ronaldo, o melhor jogador do mundo, para conquistar um título inédito. Em jogos oficiais, os lusos vivem um bom momento: são cinco vitórias nos últimos jogos, estando na vice-liderança do Grupo B das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Porém, a Equipe das Quinas ainda enfrentam a Suécia, líder do grupo, na última rodada e pode ultrapassá-los.

Com a mesma base da Eurocopa, o técnico Fernando Santos optou por algumas mudanças na convocação. Oito jogadores que não disputaram o título inédito em 2016 não estão na lista para a Copa das Confederações, entre eles, o herói do título, o atacante Éder. Por outro lado, Portugal começa uma renovação em sua seleção,  com jogadores jovens e promissores. 

Como chegou à Copa das Confederações 

Após vencer a Eurocopa em 2016, diante dos franceses, que eram os donos da casa, Portugal garantiu vaga na Copa das Confederações deste ano. A Euro não começou muito boa para os lusitanos, foram três empates na primeira fase, e se classificou para as oitavas de finais como um dos melhores terceiros colocados. Durante toda a competição, a equipe das quinas venceu apenas uma partida no tempo normal.

No mata-mata foram duas vitórias na prorrogação, uma nos  pênaltis e apenas uma no tempo normal. No dia 10 de julho de 2016, Portugal conquista o maior título da sua história. Os lusos chegavam pela segunda vez na final. Em 2004, os portugueses jogavam em casa diante da Grécia e perderam por 1x0. Desta vez, sentiram o gosto bom, viveram o outro lado da moeda. Mas, se engana quem pensou que foi fácil. No primeiro  tempo da final, o demolidor de recordes Cristiano Ronaldo saiu lesionado.


A seleção portuguesa se defendeu o jogo inteiro , somente na prorrogação que conseguiu levar perigos  ao gol dos franceses. Portugal contou com a excelente partida do goleiro Rui Patrício e da estrela do contestado Éder para vencer os franceses, os donos da casa, na prorrogação. A grande característica da equipe no torneio foi a força de superação.

Últimas participações

Esta é a primeira vez que Portugal está disputando a Copa das Confederações. A seleção teve a oportunidade de disputar em 2005, mas acabou sendo derrotada na final da Eurocopa em 2004 e consequentemente não ganhou a vaga. Se no ano passado, os lusos conseguiram conquistar pela primeira vez o continente europeu, dessa vez, tentam conquistar pela primeira vez uma torneio fora da Europa.

Em Copa do Mundo por exemplo, a melhor participação de Portugal foi em 1966, na Inglaterra. A seleção comandada por Eusébio eliminou até o Brasil de Pelé, mas ficou apenas  com o terceiro lugar. Em 2006 ficou com o quarto lugar, numa geração muito forte de Ricardo, Deco, Figo, Maniche, Pauleta e o próprio Cristiano Ronaldo.

Apesar de só ter seis participações em Copa do Mundo, Portugal tem se mostrado presente nas últimas edições. De 2002 para cá, os lusos disputaram todas. O crescimento da seleção das quinas, resultou no título da Eurocopa em 2016, mudando o rótulo da seleção que agora é vista com outros olhos. Em 2018, se concretizar a ida dos lusos para a Copa do Mundo deveram passar da fase de grupos, coisa que não acontece desde 2010, quando mesmo assim caiu nas oitavas de final.

Se na Copa do Mundo Portugal não tem tido muito sucesso nas últimas edições, na Eurocopa é bem diferente. A seleção portuguesa está sempre brigando nas fases finais. Em 1996 e 2008 a seleção das quinas chegou até as oitavas finais, já em 2000 e 2012 foi até a semifinal e 2004 e 2016 foi a final, e em uma delas foi campeão.

Convocação

Goleiros: Rui Patrício (Sporting), José Sá (FC Porto) e Beto (Sporting).

Defensores: Cedric Soares (Southampton), Nelson Semedo (Benfica), Pepe (Real Madrid), Luís Neto (Zenit), Bruno Alves (Rangers), José Fonte (West Ham), Raphael Guerreiro (Borussia Dortmund) e Eliseu (Benfica).

Meio-campistas: William Carvalho (Sporting), Danilo Pereira (FC Porto), Pizzi (Benfica-POR), Adrien Silva (Sporting), André Gomes (Barcelona), João Moutinho (AS Mônaco).

Atacantes: Gelson Martins (Sporting), Bernardo Silva (Manchester City), André Silva (AC Milan), Nani (Valência), Ricardo Quaresma (Besiktas) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid).

Time-base (4-4-2): Rui Patrício; Cédric, Fonte, Pepe, Guerreiro; Nani (Bernardo Silva), William Carvalho, João Moutinho, André Gomes; Cristiano Ronaldo, André Silva. 
Técnico: Fernando Santos

Principal jogador

Cristiano Ronaldo tentará levar a sua seleção à mais uma glória (Foto: Reprodução/SkySports)
O principal jogador da seleção portuguesa não podia deixar de ser Cristiano Ronaldo: na atualidade, o melhor jogador do mundo. O capitão lusitano fez uma mais uma excelente temporada, principalmente na reta final, sendo o principal responsável pelo título do Real Madrid na UEFA Champions League, o gajo fez 10 gols das quartas de final até a final. Além disso, foi o artilheiro da equipe no Campeonato Espanhol, onde o time merengue se sagrou campeão.

Os números do craque melhoraram bastante no fim da temporada, provando que está em excelentes condições física, técnica e mental para a Copa das Confederações. Pela seleção, Ronaldo é o maior artilheiro de Portugal, e também é o atual goleador das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 com uma média absurda de mais de dois gols por jogo.  

Fique de olho 

Bernardo Silva deverá chegar à competição mais motivado após transferência para o Manchester City (Foto: Getty)
Uma das novidades dessa seleção é o meio campista Bernardo Silva. O jogador teve uma excelente temporada, além de ser campeão francês pelo AS Mônaco-FRA, ajudou a levar sua equipe a uma improvável semifinal de UEFA Champions League. O gajo, não esteve na Eurocopa por conta de uma lesão, mas já vinha no radar do técnico Fernando Santos, porque se destacava muito no sub-21 de Portugal.

Não é atua que Portugal deposita uma grande esperança em Bernardo Silva, ele acabou de se transferir para o Manchester City por aproximadamente 50 milhões de euros, a pedidos do técnico Pep Guardiola. Sem outro meio campista João Mário, cortado por lesão, Bernardo ganhou a camisa 10 da seleção portuguesa e vive a expectativa de ser firmar na equipe titular. Na posição em que atua, o técnico Fernando Santos tem feito várias mudanças.


Jogos


    DATA E HORA
ADVERSÁRIO
ESTÁDIO
LOCAL
18/06 - 12h
México
Kazan Arena
Kazan
21/06 - 12h
Rússia
Otkrytiye Arena
Moscou
24/06 - 12h
Nova Zelândia
Kretovsky Stadium
São Petersburgo



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.