Header Ads

Luan configura lista dos 10 maiores ladrões de bola do Brasileirão e afirma: "Não me vejo jogando em outra parte do campo"

O momento mais esperado pelos torcedores em uma partida de futebol com certeza é o gol. Mas até a bola chegar ao atacante, várias coisas acontecem. Bolas são divididas, jogadas são desarmadas e muita transpiração ocorre até o balançar das redes. É aí que se encaixa o voluntarioso volante Luan, do Avaí, sexto colocado entre os 10 maiores ladrões de bola do Campeonato Brasileiro, dividindo a posição com o volante Jucilei do São Paulo e Lucas Romero do Cruzeiro, de acordo com o site de estatísticas Footstats.

 Acostumado a carregar o piano para os meias, o camisa 5 do Leão já efetuou até o momento 16 desarmes no Brasileirão, em seis rodadas. Luan fala sobre o reconhecimento do trabalho.

- Acho muito bom estar nessa lista, mas quero melhorar ainda mais, preciso melhorar, pois estamos no início da competição e quero poder continuar ajudando o Avaí no nosso objetivo maior que é a manutenção na série A, diz o atleta.

Cria do São Paulo, o jogador sempre sonhou em ser atacante, mas com o passar dos anos, foi descendo de posição, até realmente se firmar como volante. Hoje o atleta é peça fundamental para o esquema do técnico Claudinei Oliveira, que o mantém desde o ano passado como titular da equipe.

Relembrando o início da carreira, o volante não se arrepende de ter deixado o ataque.

- Como a maioria dos garotos sempre quis ser atacante, tanto é que cheguei no São Paulo com 11 anos e iniciei jogando no ataque. Com o passar do tempo fui subindo de categoria e descendo de posição, até que no Juniores me tornei volante. Gosto muito da minha função e não me vejo jogando em outra parte do campo, analisa o camisa 5 do Leão.


O Avaí entra em campo nesta quarta-feira (14), fora de casa, contra o Atlético Goianiense, no Estádio Olímpico, às 19h30 - partida válida pela sétima rodada do Brasileirão.

Foto: Jamira Furlani / Avaí FC

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.