Header Ads

Mais do mesmo

Um ponto! Ufa! Que alívio no coração carvoeiro, estava mais do que na hora do tigre conquistar ao menos um pontinho. A sufocação acabou sexta (3) contra o Luverdense, fora de casa.

A estreia do treinador não foi das melhores, mas também não foi horrivel. Fonte: (Fernando Ribeiro/Criciúma)
O futebol não evoluiu de imediato como os torcedores querem, porém a zaga que na temporada passada era sólida, voltou a ser depois da volta do famoso "chutão" e os volantes voltaram a marcar.

O novo técnico Luiz Carlos Winck fez muitas mudanças que afetaram o jogo. Além da Defesa, os pontas jogaram mais recuados, isso não mudou a improdutividade do time e piorou um pouco.

O jogo em si foi extremamente sonolento, os times chegaram pouco ao gol de seus respectivos adversários. Apenas uma cena que chamou atenção, um gol muito perdido por Caio Rangel. No final acabou 0x0 na Arena Pantanal.

Gol inacreditável perdido por Caio Rangel
Um dos pontos fortes do elenco é os volantes, o número é grande (6) e porque eles não são usados? Simples, um "4-2-2" resolveria tudo e extraia o melhor do plantel. O esquema seria praticamente igual ao "Falso 9" apresentado no último texto, porém mais compactado.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.