Header Ads

Quem não sai do zero, não sobe na tabela.

Já estou cansado de vir aqui e dizer a mesma coisa para vocês todo jogo, que o Oeste empatou mais uma vez. Mas pelo menos neste jogo não foi só de apatia, os dois times queriam vitória para subir na tabela e lutaram por isso. O Bugre precisava da vitória para dormir na liderança e o rubro negro para voltar a subir na tabela. Porém é hora de ir ao que interessa, vamos para o resumo do jogo.

A primeira boa oportunidade foi do time da casa e saiu aos 5' do primeiro tempo, quando Fumagalli recebeu em liberdade na intermediária, ajeitou e mandou um chutaço com o pé direito, a bola quicou e passou perto da trave direita de Rodolfo. Aos 7', o Bugre veio novamente e com ele veio Fumagalli, que estava querendo deixar o dele. Ele recebeu cruzamento de Lenon e, dentro da área, mandou de cabeça, mas por cima do travessão.

O Oeste não tinha chances de reagir, eram diversas oportunidades do Guarani e isso sufocava o time. Parecia que o gol estava finalmente esquentando. Mas depois de muito sofrer, o Rubrão conseguiu responder. Em contra-ataque veloz, Júlio César partiu pela esquerda e encontrou Alexandro livre do lado direito, o atacante invadiu a área e chutou cruzado, para boa defesa do goleiro bugrino. Na sobra, a zaga afastou.
(Créditos: Oeste/Barueri)

O jogo estava esquentando muito, ambos os lados queriam a vitória, mas só um poderia sair o vencedor. De um lado, Fumagalli comandava quase todas as jogadas perigosas do Guarani e do outro, Rodolfo vinha salvando o time rubro negro como podia.  Nas oportunidades criadas pelo Rubrão, havia muita coletividade e não havia só um responsável pelas tentativas, porém o goleiro bugrino também impedia como podia. Parecia que o jogo ia ficar assim, dois times chutando muito no gol e os goleiros fazer grandes defesas. 

O segundo tempo parecia que ia começar ruim, mas não foi isso o que aconteceu. Os dois times entraram com o mesmo gás da primeira etapa. E como na primeira, as oportunidades começaram cedo, aos 8', após uma falha técnica da zaga do Bugre, quase saiu o primeiro gol. Salomão tentou uma jogada de efeito após cruzamento e ajeitou de peito, mas o toque não foi o suficiente para encobrir Leandro Santos, que com a ponta dos dedos evitou o gol. Foi uma verdadeira lambança.

Aos 11' saiu o primeiro gol da partida, porém impedido. Nazário cruzou para Eliandro, que bateu por cima do goleiro e marcou para o Guarani. A posição do atacante, era totalmente irregular. A arbitragem acertou ao anular o gol bugrino. O alviverde se animou e passou a mandar na partida, comandando todas as jogadas perigosas.

Aos 33', o Oeste mudou, buscando quebrar o bloqueio da defesa bugrina. Saíram Erick e Alexandre para entrada de Velicka e Gabriel Vasconcelos. Mas mesmo com as mudanças na partida, o Bugre permanecia comandando o ataque. O juiz não queria que o jogo acabasse, a partida estava muito boa e deu mais 4 minutos de acréscimo. Aos 45' Jussani levantou bola na área, Nazário arriscou uma cabeçada para trás, mas pega mal na bola e o goleiro do Oeste novamente defendeu bem. Os times empataram sem gols na nona rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

(Créditos: Rafael Fernandes/Guarani Press)
A equipe volta a campo pela Série B neste sábado. O Oeste joga às 16h30, contra o Ceará, no Estádio Presidente Vargas.

#ForçaRubrão!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.