Header Ads

Devolvam nosso Crystal Palace


No sábado (30), jogando fora de casa em Manchester, o Crystal foi novamente derrotado. Em jogo válido pela sétima rodada da Premier League as Águias foram presa fácil para o United de Lukaku e companhia, 4-0 inapelável. Com extrema permissividade é que o Palace vai fazendo uma campanha vexatória, inadmissível frente aos investimentos e jogadores do plantel. Roy Hodgson em três jogos no comando segue zerado, assim como o ataque do time. Devolvam nosso Crystal Palace.

O sofrimento continua. Sakho do Palace (esq.) disputa bola com Young do United (dir.). Reprodução/Twitter Oficial do Crystal Palace.
Por Carlos Alberto Jr.

Por onde tem sobrevoado a valente Águia de outrora? O início de Premier League 2017/18 é decepcionante, com uma equipe passiva, sem reação; Que pese ausências importantes, é um começo frustrante, desastroso e trágico. Palace ainda não "estreou" na competição! Após nova derrota, os azuis e vermelhos de Croydon chegaram à sete partidas no campeonato, sete derrotas, 17 gols sofridos e nenhum gol marcado.  

Em duas rodadas consecutivas Manchester foi o destino, em ambas, goleadas. Contra o City, 5-0; Contra o United, 4-0 com direito a dois gols de Felaini. O primeiro gol saiu logo aos três minutos, destruindo o planejamento do confronto, foi a terceira vez que as Águias sofreram gol antes dos cinco minutos iniciais. Por Premier League, o Crystal Palace jamais venceu o United, são 17 jogos com 14 vitórias do United e três empates.

O Palace que já não contava com Zaha, se viu sem Benteke, Dann e Tomkins para enfrentar o até então invicto United. Com a situação delicada vivida no momento, os dois confrontos em Manchester foram péssimos ao moral da equipe que "busca sair das cordas". 

Questionado sobre mais uma derrota pesada, Roy Hodgson declarou ao site oficial do Clube: "No momento, temos que aceitar que somos um boxeador lutando em uma categoria de peso superior na qual provavelmente não é capaz de lidar neste momento".

Em busca da primeira vitória, Hodgson tenta manter o discurso de esperança. Reprodução/Twitter Oficial do Crystal Palace.
Ainda é início do certame, sim, apenas sete rodadas foram concluídas, mas nesse ritmo o Palace está a 31 rodadas da Championship (segunda divisão). Nesse momento, caso tenha duas rodadas perfeitas - com vitórias inéditas - será necessário que os adversários logo à frente tropecem ao menos em uma rodada para que seja possível abandonar a lanterna.

Se manter positivo é a palavra de ordem, mas como se manter positivo com tantas decisões que se mostraram equivocadas. A diretora resolveu apostar em Frank de Boer, vindo de um trabalho infrutífero na Inter e com um estilo de jogo radicalmente diferente ao praticado nas últimas temporadas no Palace, esse novo estilo requeria tempo, mas com 77 dias no cargo e quatro derrotas, de Boer foi demitido.

Com a lesão de Zaha, o time não andou e a reposição não se mostrou à altura, por fim reconhecendo seu próprio desespero, contrataram Hogdson, na busca da volta ao pragmatismo que sinalizaram querer romper na escolha de Frank de Boer.

A Pergunta que fica é: Mostrará o Palace atitude para brigar pela permanência na Premier League ou irá preparar-se para a próxima Championship. O caldeirão de Croydon jamais abandonará, e no que depender da torcida mais sul-americana da Inglaterra, a reação começa já.

Próximo Jogo pela Premier League: 14 de Outubro - 11h (hora de Brasília) – Selhurst Park.
Crystal Palace x Chelsea.

Carlos Alberto de Sousa Júnior - Colunista do Crystal Palace
Twitter: @carlosjr92educa

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.