Header Ads

Interminável martírio do Crystal Palace

O Crystal Palace parece estar preso em um pesadelo sem fim, em um interminável martírio. Neste domingo (05), as águias enfrentaram um de seus rivais de Londres, e a fase que timidamente dava indícios de deixar de ser tenebrosa, levou um chacoalhada de realidade, ao ser travada pelo Tottenham, que venceu em Wembley com gol de Son.

Novo jogo, resultado antigo, derrota na temporada da Premier League. Reprodução/Twitter Oficial do Crystal Palace.
Carlos Alberto Jr.

A situação do Palace vai se tornando desesperadora, não apenas sufocante como a vivida na temporada passada, nesta atual edição da Premier League, o Crystal Palace se transformou em presa fácil, apático, atônito, sem qualquer esboço de reação na maioria das partidas, com troca de treinador, derrotas foram se sucedendo, e a lanterna da competição vem sendo carregada com irrepreensível justiça. 

O curioso é que essa equipe inconstante e pouco agressiva, tenha conseguido seu único triunfo diante do Chelsea. Com a dificuldade em pontuar e mais que isso, a dificuldade em marcar gols, as Águias vão se afundando nesse fosso, um buraco que vai sendo escavado rodada após rodada, são passadas largas e firmes em direção à Championship.

O que mais é passível de lamentação, é que o Palace agudo, agressivo, com contra ataque veloz e fulminate, que aproveitava as oportunidades e fazia jogos duros, sim, jogos difíceis, mas não apáticos; Esse Palace infelizmente ficou no passado, nesta temporada ainda não deu o ar da graça, a não ser por essa famigerada vitória contra o Chelsea, os jogadores são basicamente os mesmos da reta final da última temporada, aqueles que resgataram o espírito Palace e retiraram o Crystal da zona de rebaixamento em 2016/17.

Quanto ao jogo em si, não foi exatamente um péssimo jogo do Crystal Palace, Dann, Zaha, Townsend e Milivojevic até tentaram, mas tiveram seus planos frustrados, foram três finalizações ao gol do Palace contra apenas duas dos mandantes, porém com um gol de Son já na segunda etapa, os Spurs venceram o confronto londrino, 1-0.

Zaha a principal referência técnica do CP tenta deixar a sua marca. Reprodução/Twitter Oficial do Crystal Palace.
O Palace foi a campo com: Speroni, Fosu Mensah, Dann, Mamadou Sakho e Ward (Bakary Sako); Loftus-Cheek, Cabaye, Milivojevic e Schlupp; Townsend e Zaha. Tec: Roy Hodgson.



No confronto histórico por Premier League, esta foi a 17ª partida, nas 16 anteriores foram oito vitórias para os Spurs, três para o Palace e cinco empates. São cinco vitórias do Tottenham nos cinco confrontos anteriores, os três últimos todos com placar final de 1-0. 

Com mais um resultado negativo, o Palace na última colocação isolada, a distância para o Bournemouth que é o primeiro time fora da zona de rebaixamento é de seis pontos, não é a maior diferença contra o Crystal nesta temporada, mas as atuações das Águias não demonstram que modificarão a situação em curto prazo. Agora o Palace tem quatro pontos em onze jogos (9D-1E-1V) 22 gols sofridos e quatro gols marcados, ainda o pior ataque da Premier League.

Próximo Jogo pela Premier League: 18 de Novembro - 13h (hora de Brasília) – Selhurst Park.
Crystal Palace x Everton.

Carlos Alberto de Sousa Júnior - Colunista do Crystal Palace
Twitter: @carlosjr92educa

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.