Header Ads

O que esperar para 2018?

Após uma temporada diferente do que se esperava, e abaixo de tudo aquilo que foi feito em 2016. O ano de 2017 está em seu fim. O Galo já começa a montar o time para 2018 e o presidente Marcos Barbosa promete uma ótima temporada em sua possível "despedida" da direção do clube.
O elenco já com dezessete jogadores está entre dúvidas e certezas. Ainda há espaço para novos atletas, e estas dúvidas em relação ao elenco devem ser fechadas já na "virada do ano".
Alguns nomes como o meia Élton, o volante Capanema, o atacante Lúcio Maranhão e o zagueiro Anderson Conceição ganham mais destaque a cada dia. E se forem contratados, a esperança para 2018 será enorme.

Foto: PeiFon

No Campeonato Alagoano da próxima temporada, a tabela do Galo será mais curta. Apenas oito jogos em uma fase única para poder chegar nas semifinais. O CRB terá mando de campo na primeira fase em quatro oportunidades, sendo uma delas um clássico contra seu maior rival.
Uma estratégia para arrecadar bem nesta primeira fase do estadual seria preços acessíveis para o torcedor. Mesma coisa na Copa do Nordeste, já que nesta competição haverá jogos do Galo em dias de semana.
R$ 10 e R$ 20 para as arquibancadas seria um ótimo preço. Uma mudança no preço dos planos de sócio-torcedor também seria interessante. E claro, outros fatores que possibilitem a adesão do torcedor seriam fundamentais, além do preço.

Elenco e competições

O elenco está sendo bem montado. Mazola está escolhendo jogadores ideais para seu esquema tático. Jogadores de velocidade serão utilizados, e a vinda de zagueiros experientes também é uma boa para a temporada.
Ainda há vagas no time, por exemplo, após a suspensão do Olívio, é necessária a contratação de um bom volante para que seja titular por toda temporada. Ainda há a necessidade da chegada de um lateral direito, meias-armadores e atacantes para o time ficar mais forte.
A expectativa de torcida e clube é chegar o mais longe possível em todas as competições. As receitas da Copa do Nordeste e Copa do Brasil fazem com que o desejo de chegar o mais perto possível da final seja lucrativo para o clube. Prêmios milionários que garantem uma "folga" nas despesas do clube e até podendo contratar novos jogadores ou fazer novos investimentos na estrutura do clube.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.