Header Ads

Não convencendo, porém vencendo

Chegamos a 20ª partida na temporada. O CRB venceu o Treze nesta quarta-feira (28) e continua tendo um bom aproveitamento na temporada. Das vinte partidas realizadas, o Galo tem um aproveitamento de 66,6%, o que em números é bem aceitável. Porém, estes resultados mostram ser ilusórios, ao ponto de a qualquer momento acabarem e não restar nada a equipe que ainda não convence e não mostra a qualidade necessária para se ter confiança e ter a certeza de que o time vai evoluir.

(Pei Fon / Portal TNH1)
Professor pardal
Foto: Pei Fon
Para muitos, Mazola não faz um bom trabalho. Para poucos, ele faz o ideal. Quem o defende utiliza o argumento de que todas as equipes grandes estão passando também por maus bocados, mas todos sabem que diferente das grandes equipes, o CRB não tem um grupo de jogadores que consiga mostrar qualidade. A exemplo do Sport, que é de se entender que um Marlone ou Everton Felipe desequilibrem durante a temporada. Atualmente não há esse jogador que chame a responsabilidade no Galo, e dificilmente aparecerá. Claro, melhor seria que o coletivo funcionasse e não houvesse uma dependência de "atleta x".
Na partida de ontem contra o Treze, o CRB foi pífio durante todo o jogo. O adversário estava eliminado da competição e não tinha seus titulares em campo. O Galo também, utilizou muitos reservas. Mas novamente a equipe de Mazola não soube se impor em campo e encontrou dificuldades para balançar as redes.
Edson Ratinho conseguiu ser feliz em duas chances que teve. Na primeira, cobrou a falta, a bola desviou na barreira e enganou o goleiro para abrir o placar. Na segunda, cobrou bem e a bola encontrou Boaventura livre para cabecear e fazer o segundo gol. Mas antes deste segundo gol do Galo, o Treze ainda conseguiu empatar a partida após vacilo de Anderson Conceição na defesa.
Ultimamente os defensores são assim no CRB. Criam expectativas, mostram certa regularidade, crescem em alguns jogos, mas de uma hora pra outra fazem algo ridículo. Boaventura sempre foi assim, Ayrton foi assim, Diego foi assim, até João Carlos foi mal em duas partidas, mas já recuperou.

Ficha técnica

CRB 2x1 Treze
João Carlos; Everton Sena, Boaventura, Conceição e Ratinho; Willians Fernandes, Márcio Passos (Serginho), Tinga e Rafael Bastos; Juninho Potiguar (Ruan) e Marcão (Neto Baiano)
Técnico: Mazola Júnior

O futebol pífio vai prevalecer

Em nenhum momento nesta temporada o Galo conseguiu convencer em uma sequência de jogos. Dificilmente houve alguma evolução, os resultados que conseguimos nesta temporada são ilusórios. Vemos por exemplo que ultimamente o CRB tem mais dificuldade em vencer do que no começo da temporada, parece que está tudo ao contrário.
Nossa primeira vitória foi contra o mesmo Treze, com dois gols em bola parada. E nossa última vitória também foi contra eles, sendo os dois gols em bola parada.
Mazola continua mostrando seus defeitos mais do que suas desconhecidas qualidades. De 2015 até hoje continua tendo uma dependência de jogadores no elenco. Em 2015 era contando com a boa fase de Zé Carlos e de Olívio para conseguir os resultados. E em 2016, contava com Olívio, Galdezani e Magrão.
Como não há nenhum jogador que consiga se sobressair hoje, Mazola fica refém da bola parada, sempre esperando que a sorte esteja conosco. Não é apresentado nenhuma tática ou modelo de jogo, é apenas o mesmo de sempre. E se não acontecer nenhuma evolução tática, o CRB vai passar por uma má fase grande na Série B. Precisa contratar bem, ter um estilo de jogo preciso, e sempre mudar a forma de jogar, para que não fique manjado e que os adversários nos anulem, como aconteceu em 2016.

Próximo passo

As quartas de final da Copa do Nordeste retornarão no dia 2 de Maio. O adversário do CRB ainda é desconhecido, mas deve ser qualquer líder de grupo. Nos próximos dias a decisão do Campeonato Alagoano poderá ser o divisor de águas na temporada. Será contra o rival que iremos descobrir se o Galo irá ser motivado pela conquista, ou irá se "escorar" nessa conquista para não apresentar nada durante o ano. Ou até se perder, saberemos se Marcos Barbosa vai dar a volta por cima ou cair em crise.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.