Header Ads

Time sem pretensão, resultado previsível

Se tornou rotina, não adianta. O CRB volta a perder na competição. Muitas vezes uma equipe com boas pretensões não consegue evoluir na competição por conta da falta de qualidade técnica, mas no Galo isso é totalmente o contrário. Há momentos da partida em que os jogadores mostram claramente a falta de concentração no jogo, não jogam 100%, não há a "raça" que todo torcedor quer.
Os péssimos resultados e o 18° lugar na tabela são óbvios para quem soube durante todo o ano que o problema não era treinador, torcedor ou jogador, e sim administrativo. Este é um dos elencos mais caros da história do clube, mas mesmo assim, um dos mais fracassados.

Foto: Rosiran Rodrigues
Nos últimos anos, o nosso adversário da noite de ontem viveu uma situação não muito diferente da nossa realidade. O Goiás é a prova viva de elencos caros que não conseguem resultados. Nos últimos anos, se reforçou com jogadores conhecidos nacionalmente, muitos deles com passagens recentes na Série A, mas sem resultado. Brigou para não cair nos últimos dois anos, e ontem após nos vencer, saíram da zona de rebaixamento.
Poucos torcedores acreditavam numa vitória, já que a série de fracassos do time e a falsa "evolução" de Júnior Rocha apontava claramente o fim do ciclo do mesmo por aqui. Não o culpo totalmente, mas diante de vários erros na escalação e nas alterações, ele falhou, mas falhou tentando mudar.
Dois gols bobos, um após falha de marcação de Diego, e outro após falha de Márcio na saída de bola. O zagueiro que fazia sua estreia como titular, ainda falharia outra vez, mas João Carlos evitou o pior.
Neto Baiano vem numa má fase, talvez tenha voltado a sua rotina de não marcar gols, e o que lhe resta é bater faltas do meio-campo e errar gols inacreditáveis, sem nenhuma frieza do mesmo. Cabe ao CRB agora lutar para não cair, ou um milagre, mas nem profeta ou salvador é capaz de nos colocar em um vôo mais distante do qual já estamos. Júnior Rocha cai, e agora aguardaremos outro "salvador".

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.