Header Ads

Com muito sufoco, Santa Cruz consegue segunda vitória seguida e se consolida no G4 do grupo A


Foi a primeira vez, nesta Série C, que a equipe coral conseguiu emendar vitórias em sequência

       Embalado por uma vitória com muita propriedade fora de casa sobre o ABC, o Santa Cruz buscava outro resultado positivo consecutivo e chamou a torcida para apoiar o time, o que deu certo. Ontem (08.07), diante de um bom público no Arruda, o tricolor venceu o lanterna Remo por 2 a 0, consolidou-se no G4 e fez a torcida se render ao atacante Pipico — que marcou o seu terceiro gol em seu terceiro jogo.

Imagem: Paulo Paiva/ DP
Um típico jogo de Série C, marcado pelo equilíbrio e pelo baixo nível técnico das equipes: assim foi o duelo entre tricolores e azulinos, no último domingo (08.07), pela 13ª rodada da terceira divisão do Campeonato Brasileiro.

Com um primeiro tempo bastante fraco, o Santa Cruz foi o responsável pela única finalização da etapa e foi justamente a finalização do gol. Aos 11 minutos, após uma bela tabelada entre Robinho e Vítor, a bola parou na cabeça de Pipico, que estufou a rede adversária, marcando 1 a 0 para a equipe pernambucana. Depois disso, pouca coisa aconteceu. 

Imagem: Aldo Carneiro/Pernambuco Press
O Remo, enraizado na lanterna do grupo, voltou para o segundo tempo com o intuito de reverter o placar. Mudou de postura no jogo e passou a ter um maior domínio da bola. Tentava se infiltrar na área adversária com mais frequência, mas pecava muito no último passe. Mesmo assim, os azulinos pressionaram bastante e fizeram o goleiro Tiago Machowski trabalhar. O último passe também foi o problema dos tricolores, que, recuados, começaram a apostar no contra-ataque, mas sem muito sucesso. Aos 41 minutos do segundo tempo, o técnico Roberto Fernandes tirou William Maranhão e colocou Charles em seu lugar. O volante precisou de apenas cinco minutos para, numa cobrança de falta, ampliar o placar e sacramentar a vitória do Santa Cruz.

Imagem: Daniel Gomes/ Globoesporte.com
Apesar da vitória e da festa na arquibancada, o técnico Roberto Fernandes destacou o sufoco que sua equipe sofreu no segundo tempo e falou sobre ajustes que precisam ser feitos para que a equipe não sinta a pressão do adversário.

SITUAÇÃO: Com a vitória, o Santa Cruz chegou aos 20 pontos e ocupa a terceira colocação do G4 do Grupo A — agora, com três pontos de diferença para o quinto colocado. O próximo desafio do grupo é no próximo sábado (14.07), também no Arruda, contra o Globo/RN, às 19h.

DESFALQUES: O técnico Roberto Fernandes não poderá contar com o meia Arthur Rezende, que levou o terceiro amarelo e está fora do próximo jogo. Allan Vieira foi substituído após ser atendido dentro de campo e ainda não se sabe a situação do jogador.

HOMENAGEM: Antes do jogo, os jogadores do Santa Cruz entraram com uma camisa homenageando o torcedor e símbolo coral Bacalhau, que morreu nesta semana. Na arquibancada, também foi possível ver homenagens ao ilustre torcedor que era muito querido por todos.

Imagem: Santa Cruz/ Twitter/ Divulgação

Imagem: Daniel Gomes/ Globoesporte.com

CONFUSÃO: Além da confusão nos arredores do estádio entre as organizadas dos dois clubes (Nota de repúdio do Santa Cruz sobre o ocorrido), teve confusão dentro de campo também. No final da partida, os reservas do Remo ficaram indignados e reclamaram bastante. Foi preciso intervenção do Batalhão de Choque para realizar a segurança do quarto árbitro, Nielson Nogueira Dias, que chegou a ser agredido pelo preparador de goleiros da equipe azulina com uma caneta. 
Imagem: Daniel Gomes/ Globoesporte.com

Em entrevista, o preparador Juninho explicou o ocorrido e afirmou já ter se desculpado com Nielson. 


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.