Header Ads

Reembolsados e finalmente fora da zona

No primeiro turno, Fortaleza e CRB se enfrentaram no Castelão na capital cearense. O placar do jogo foi de 3 a 1 para a equipe de Rogério Ceni, mas sobre muita contestação da equipe alagoana por conta da arbitragem que acabou nos prejudicando. Um gol mal anulado e um pênalti não marcado, que ainda seria para expulsão de Jussani, ajudaria o Galo na partida, e poderíamos ter no mínimo empatado o jogo por 3 a 3. Erros capitais que acabaram nos prejudicando no jogo.
Mas ontem, o Galo conseguiu se vingar da melhor forma. Do mesmo erro de arbitragem que nos prejudicou na partida de lá, um erro aos 48' do segundo tempo ao nosso favor nos ajudou e vencemos a partida com gol irregular de Iago.

Foto: Pei Fon / Portal TNH1
Foto: TNH1
Tivemos o desfalque de Rafael Carioca na defesa, um jogador muito importante na equipe. Com ele, foram nove partidas, três gols sofridos, três vitórias, uma derrota e cinco empates. Um jogador que dá muita consistência para a defesa, e ainda contribui em jogadas ofensivas. Paulinho entrou em seu lugar, fez uma partida regular, o CRB tomou o gol no seu lado da defesa, onde um jogador recebeu livre e fez o cruzamento. Foi uma partida na média, mas Rafael Carioca joga muito mais.
A entrada de Iago no time na segunda etapa nos deu muita velocidade, é um jogador perigoso. Se conseguir uma sequência e se manter o ritmo, nos ajudará bastante em contra-ataques. Entrou bem no jogo, em três jogadas de velocidade se deu bem em duas. Se jogar no lado direito com Diogo Mateus, teremos ótimas jogadas. 
A ausência de Felipe Menezes no jogo, mesmo jogando, ainda nos prejudica bastante. É um jogador que erra muito, cria pouco, e ainda não marca. Doriva pode fazer mudanças na equipe para dar velocidade a equipe, e ainda colocar qualidade no passe com alguns jogadores que já mostraram ter qualidade.

Defesa ideal, meio e ataque ainda inceto

A defesa como conhecemos com João Carlos, Diogo, Sena, Conceição e Carioca é uma das melhores da Série B, talvez a melhor. São 6 jogos e apenas 2 gols sofridos. Desde que Carioca fez sua estreia e joga como titular junto a Diogo Mateus, em 7 jogos foram somente 2 gols sofridos. A expectativa é de que esta defesa se mantenha assim até o fim do campeonato, que sofra poucos gols. Desde a 8ª rodada, que Conceição e Sena se tornaram de vez os titulares, foram 12 jogos e somente 5 gols sofridos. Desde que se tornaram os titulares, o CRB não sabe o que é tomar mais de um gol em um jogo. João Carlos dispensa apresentações, é o jogador mais regular do ano, talvez seja o melhor jogador da temporada. 
Com essa Série B perfeita dos nossos titulares da defesa, poderíamos ser um dos líderes da competição, mas há dois sérios problemas que impossibilitam isso. O primeiro é o nosso começo pífio no campeonato, onde tínhamos Ayrton, Boaventura, Diego, Feijão e Diego Rosa entre os titulares. E o segundo é a ineficiência do ataque, apenas 11 gols foram marcados por atacantes em 22 jogos disputados. Muita gente pode falar dos ataques de 2015 e 2016, que se aqueles times tivessem a defesa que temos hoje, o acesso seria realidade. Mas é fato, o ataque atual é horrível e ineficiente. É difícil o CRB não mudar pelo menos um ponta ou um atacante de um jogo para o outro.
No meio-campo, Claudinei e Lucas são os titulares. Talvez o Lucas seja o mais contestável, já que Luiz Otávio ao entrar no time dê uma qualidade maior no passe, e Tinga por ser um jogador que chega com velocidade e arma forte para o contra-ataque.
O time pode ser desenhado de uma melhor forma nos próximos jogos, vamos esperar para ver. Como o Atlético/GO tem a segunda pior defesa, mas tem um dos melhores ataques, eu apostaria em um time com muita velocidade para o jogo. O ideal é sim sacar o Felipe Menezes e entrar com Marcelo ou Luiz Otávio. 
Meu palpite seria este: João Carlos, Diogo, Sena, Conceição e Carioca; Claudinei, Lucas e Luiz Otávio (Marcelo); Tinga, Iago e Neto Baiano.
Colocar o Tinga como ponta direita deu certo na partida contra o Londrina. O CRB foi muito forte pelo lado direito, e ainda criou muitas chances. Foram sete chances criadas por Tinga e Diogo Mateus. No lado esquerdo, Rafael Carioca e Iago. Luiz Otávio ou Marcelo no meio para iniciarem o contra-ataque, tendo os dois pontas já citados com velocidade, e Neto Baiano no ataque.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.